sábado, 3 de setembro de 2011

RUA DO SÉCULO [ I ]

Rua do Século - (2011) - (Desenho adaptado da Rua do Século e envolvente, sem escala - APS) - LEGENDA - 1) RUA DO SÉCULO; - 2)PALÁCIO JÁCOME RATTON; -3)TRIBUNAL CONSTITUCIONAL; - 4)ALTO DO LONGO; - 5)PALÁCIO DOS CARVALHOS DA RUA FORMOSA; - 6)JORNAL "O SÉCULO"; - 7)PALÁCIO DOS MONTEIRO PAIM (Bichinho de Conta); - 8)CHAFARIZ DA RUA DO SÉCULO; - 9)CONSERVATÓRIO NACIONAL; - 10)IGREJA NOSSA SENHORA DAS MERCÊS; - 11)CONVENTO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DOS CARDAIS.
Rua do Século - (2010) (Um troço da "RUA DO SÉCULO" mais a norte, perto do Convento N.S. da Conceição dos Cardais) in GOOGLE EARTH


Rua do Século - (196_) (Foto de Artur Goulart) (A Rua do Século nos anos sessenta do século passado) in AFML Rua do Século - (1770) (Desenhado pelo Sarg. mor JOZEPNH MONTEIRO DE CARVALHO) (Planta da freguesia de Nossa Senhora das MERCÊS - carta em palmos) in CASAS RELIGIOSAS DA REGIÃO DE LISBOA

RUA DO SÉCULO [ I ]

«A RUA DO SÉCULO E SEU ENVOLVENTE ( 1 )»

A «RUA DO SÉCULO» pertence a duas freguesias. À freguesia de «SANTA CATARINA» do número um a cento e cinco e todos os números pares. À freguesia das «MERCÊS» do número cento e sete em diante. Começa na «CALÇADA DO COMBRO» no número trinta e oito e termina na «PRAÇA DO PRÍNCIPE REAL» junto do número um.

A «RUA DO SÉCULO» (antiga RUA FORMOSA) faz conexão com várias ruas e travessas no seu percurso. Iniciando de sul para norte no seu lado esquerdo, vamos encontrar a primeira; «TRAVESSA ANDRÉ VALENTE» seguindo-se no mesmo lado a «RUA DA ACADEMIA DAS CIÊNCIAS» e logo a seguir a «TRAVESSA DA CONCEIÇÃO», a «RUA EDUARDO COELHO» (antiga RUA DOS CARDAIS) e concluímos o lado esquerdo com a «TRAVESSA DO ABARRACAMENTO DE PENICHE». No lado direito também de sul para norte temos a «TRAVESSA DAS MERCÊS», «TRAVESSA DOS FIÉIS DE DEUS», «RUA JOÃO PEREIRA DA ROSA» (antiga CALÇADA DOS CAETANOS), «CALÇADA DO TIJOLO» (antiga RUA DA QUINTINHA), «TRAVESSA CONDE DE SOURE» (antiga RUA DA ÓPERA) e o «ALTO DO LONGO » já no final da RUA.

Sabemos que a «RUA DO SÉCULO» era conhecida inicialmente por «RUA DO LONGO», passando mais tarde a ser denominada «RUA FORMOSA» embora só no século XVIII fosse legalizada. O nome de «RUA DO SÉCULO» aparece-nos depois da REPÚBLICA. Possivelmente esta "FORMOSA" devia pertencer à realeza e em 27.10.1910 o topónimo foi substituído. Podemos acrescentar que este nome de «O SÉCULO», jornal fundado em 1881 por «SEBASTIÃO MAGALHÃES LIMA», funcionou nesta rua durante muitos anos, tendo sido homenageada pela vereação republicana.

Os nomes de jornais nas «RUAS DE LISBOA» já vem de muito longe. Na verdade, os nomes das Ruas de uma cidade costumam espelhar os amores e entusiasmo de toda a urbe. LISBOA entendeu a certa altura que alguns dos seus jornais tinham atingido tal importância, e se identificavam de tal forma com o património citadino, que a melhor maneira de os homenagear era pertetuar-lhes o nome. Só um desses contemplados ainda se encontra em circulação e lá está numa esquina em plenos «BAIRRO ALTO», trata-se do «DIÁRIO DE NOTÍCIAS». O jornal «O SÉCULO» infelizmente extinto em 1976, mantém o seu nome ligado a uma rua histórica de LISBOA a «RUA DO SÉCULO». Mais dois diários republicanos foram consagrados em tempos pela toponímia, mas o seu desaparecimento e a mudança de regime levaram a que ambos fossem "apagados"; «A LUTA» (hoje RUA DOS DUQUES DE BRAGANÇA) e o jornal «O MUNDO» (actual RUA DA MISERICÓRDIA).

(CONTINUA) - (PRÓXIMO) - «RUA DO SÉCULO [ II ] - A RUA DO SÉCULO E SEU ENVOLVENTE ( 2 )»









5 comentários:

cristina disse...

Querido APS,

Gosto muito desta rua, não só é uma rua muito bonita, como é uma rua com muita história.
Obrigada, mais uma vez, pelo trabalho de investigação.

APS disse...

Cara Cistina

Obrigado pelo comentário.
Fico muito contente com as suas publicações, vejo com agrado que a situação está superada!
Felicidades.
APS

cristina disse...

Está tudo muito bem, num contexto difícil, que é aquele em que todos vivemos.
Um abraço.

Claudia disse...

Boa tarde.

Morei nesta rua durante boa parte da minha infancia e não creio que a Igreja das Mercês seja aqui... Haverá "gralha" no primeiro desenho?

Cumprimentos e felicitações pelo trabalho neste blog, que tanto me agrada.

CW

APS disse...

Cara Cláudia

Bem-vinda a este blogue e agradecido pelas suas palavras.
Efectivamente a «IGREJA DE Nª.Sª. DAS MERCÊS» era aproximadamente nesse espaço. Poderá também identificar na «PLANTA DA FREGUESIA DAS MERCÊS de 1770» (depois de ampliar), que publiquei no BLOGUE. Como referencia identifica o nº 19 (RUA FORMOSA)actual «RUA DO SÉCULO» depois verifica a letra "K" que corresponde ao local onde existiu a Igreja. No início do século XX ainda existia.
Espero que fique esclarecida.
Cumprimentos
APS
PS- Poderá ainda ver: «TRAVESSA DAS MERCÊS» - http://aps-ruasdelisboacomhistria.blogspot.com/2009/02/travessa-das-mercs.html