quarta-feira, 11 de março de 2015

RUA DOS CAMINHOS DE FERRO [ II ]

«A RUA DOS CAMINHOS DE FERRO (1)»

 Rua dos Caminhos de Ferro - (2009) Foto de APS (A "ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE SANTA APOLÓNIA", vista da "AVENIDA INFANTE DOM HENRIQUE") in ARQUIVO/APS
 Rua dos Caminhos de Ferro - (1998) Foto de António Sacchetti - (Vista do conjunto  "Largo de Santa Apolónia", com a "Avenida Infante Dom Henrique" correndo ao longo da margem direita do rio TEJO. Podemos ainda observar a "ESTAÇÃO DE SANTA APOLÓNIA", o "MUSEU MILITAR" e lá no cimo o PANTEÃO NACIONAL) in CAMINHO DO ORIENTE 
 Rua dos Caminhos de Ferro - (1900-1958) Foto de Eduardo Portugal ("RUA DOS CAMINHOS DE FERRO" com a esquina da "ESTAÇÃO DE SANTA APOLÓNIA" a "espreitar") (Abre em tamanho grande) in  AML 
  Rua dos Caminhos de Ferro - (entre 1898 e 1908) Foto de Autor não identificado ( Prédio bem conservado na "RUA DOS CAMINHOS DE FERRO" com alguns detalhes pitorescos - Vinhos, Petiscos, Capilé, Café e dois "canários" pendurados em cada lado de uma das portas) (Abre em tamanho grande)  in  AML

Rua dos Caminhos de Ferro - (entre 1898 e 1908) Foto de autor não identificado - (A "RUA DOS CAMINHOS DE FERRO" com seus prédios característicos e seus habitantes naquela época.  O ferro forjado das varandas,  com as  janelas do piso térreo que  mais parecem  grades de uma prisão) (Abre em tamanho grande)  in  AML 

(CONTINUAÇÃO) - RUA DOS CAMINHOS DE FERRO [ II ]

«A RUA DOS CAMINHOS DE FERRO ( 1 )»

A «RUA DOS CAMINHOS DE FERRO» pertencia a duas freguesias. À antiga freguesia de "SANTA ENGRÁCIA" os seus números ímpares e à freguesia de "SÃO VICENTE DE FORA" os números pares. Com  a REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA em 2012, passou todo o espaço a pertencer à nova freguesia de «SÃO VICENTE» que engloba não só estas freguesias, como também a freguesia da "GRAÇA". Tem início na "RUA DA BICA DO SAPATO" e finaliza entre a "CALÇADA DO FORTE" e o "LARGO DOS CAMINHOS DE FERRO", existindo mais uma ramificação desta RUA, que termina na "RUA TEIXEIRA LOPES".
Tem como convergente a este arruamento o "BECO HOSPITAL DA MARINHA" no seu lado direito.
Por Edital Camarário de 12 de Novembro de 1880, assinado por "JOSÉ GREGÓRIO DA ROSA ARAÚJO" (1840-1893), a antiga "RUA DO CAIS DOS SOLDADOS" passava a designar-se "RUA DOS CAMINHOS DE FERRO".
Sabe-se que este topónimo resulta da proximidade da "ESTAÇÃO DE COMBOIOS DE SANTA APOLÓNIA", que durante muitos anos terá sido a única ESTAÇÃO em LISBOA, para este meio de transporte ferroviário.

O lado esquerdo do final da "RUA DOS CAMINHOS DE FERRO" tem como única edificação relevante, um dos lados (Norte) da "ESTAÇÃO DE SANTA APOLÓNIA", para compor a sua arquitectura simétrica. O seguimento da RUA é composta de muro até à "RUA DA BICA DO SAPATO"

Liga com a "RUA DOS CAMINHOS DE FERRO" no lado Poente em declive um pouco acentuado a "CALÇADA DO FORTE", que nasce na "RUA DOS CAMINHOS DE FERRO" e termina na "RUA DO MUSEU DE ARTILHARIA, acompanhando lateralmente o edifício do antigo "ARSENAL" ou "FUNDIÇÃO DE BAIXO" (do século XIX), hoje "MUSEU MILITAR", possivelmente a única via seiscentista existente, que dava caminho para o "FORTE DE SANTA APOLÓNIA" mais para nascente, do qual nenhum vestígio resta nesta localidade.

Diz-nos "NORBERTO DE ARAÚJO" que: "no "Largo" nos números 128-130 existiu durante algumas dezenas de anos do século XIX e do XX, a esquadra da polícia dos "CAMINHOS DE FERRO", transferida em 1937, para o edifício do antigo "ARSENAL", no "LARGO DO MUSEU".

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA DOS CAMINHOS DE FERRO [ III ]-A RUA DOS CAMINHOS DE FERRO (2)».

Enviar um comentário