quarta-feira, 16 de novembro de 2016

LARGO DE ANDALUZ [ I ]

«O LARGO DE ANDALUZ ( 1 )»
 Largo de Andaluz - (2014) - (O "LARGO DE ANDALUZ" ao fundo o "Viaduto que suporta a "AVENIDA FONTES PEREIRA DE MELO" e o ARCO que liga este LARGO à "RUA DE SÃO SEBASTIÃO DA PEDREIRA")  in    GOOGLE EARTH
 Largo de Andaluz - (2014) - (Panorâmica de parte da freguesia de "SANTO ANTÓNIO", onde se insere o "LARGO DE ANDALUZ")  in  GOOGLE EARTH  
 Largo de Andaluz - (2014) - (Foto derivada da Panorâmica com mais aproximação ao local onde podemos observar o "LARGO DE ANDALUZ" e seu envolvente)  in   GOOGLE EARTH
 Largo de Andaluz - (1939) Foto de Eduardo Portugal - (O "CHAFARIZ DE ANDALUZ" no LARGO com o mesmo nome, embora nessa época um pouco mal tratado) (ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in   AML 
Largo de Andaluz - (1374) (a. C. 1336) - (Barca de "SÃO VICENTE" com os CORVOS um à proa e outro à popa. Armas da Cidade de LISBOA. À direita uma inscrição com a indicação da Era de 1374 (a. C. 1336). Moldagem em gesso de baixo-relevo no "CHAFARIZ DE ANDALUZ")  in   LISBOA- REVISTA MUNICIPAL Nº. 7-1984-PÁG. 61.

(INÍCIO) -LARGO DE ANDALUZ [ I ]

«O LARGO DE ANDALUZ ( 1 )»

Este «SÍTIO de ANDALUZ» é efectivamente muito antigo, em verdade podíamos atribuir-lhe o "avô" de toda esta área, e a sua extensão oral foi muito vasta. Hoje está reduzido a um pequeno "LARGO" coabitando ainda com outro, o "LARGO DAS PALMEIRAS".


O "LARGO DE ANDALUZ" fica entre as RUAS: "SANTA MARTA", "ACTOR TASSO", "SÃO SEBASTIÃO DA PEDREIRA" e do "LARGO DAS PALMEIRAS".
O "LARGO DE ANDALUZ" pertencia em (1608) à freguesia de "SÃO SEBASTIÃO DA PEDREIRA", em (1770) passou a pertencer à freguesia do "CORAÇÃO DE JESUS" e actualmente com a REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA EM 2012, passou a designar-se freguesia de "SANTO ANTÓNIO".
A existência deste «LARGO» perde-se no tempo. Não tendo sido emitido EDITAL, o que neste caso quer dizer tratar-se de um TOPÓNIMO anterior a 1859, altura em que começaram a existir EDITAIS da responsabilidade do GOVERNO CIVIL.
Fomos encontrar na ACTA Nº. 2 de 14 de Dezembro de 1943, da COMISSÃO MUNICIPAL DE TOPONÍMIA DE LISBOA, o nome deste "LARGO" que, conjuntamente com outras artérias, foi apreciado e aprovado, ficando assim devidamente oficializado o "LARGO DE ANDALUZ"

O envolvente deste "LARGO" prende-se com o antigo "CHAFARIZ DE ANDALUZ" ou "BICA" e algumas etapas da sua conservação, o "VIADUTO DE ANDALUZ" e alguns edifícios circundantes.

O "CHAFARIZ DE ANDALUZ" é um dos mais antigos de LISBOA, cuja origem remonta ao século XIV (1336). Encontra-se situado no "LARGO DE ANDALUZ", inicialmente abastecido por uma fonte localizada na serventia de um prédio da "RUA DE SÃO SEBASTIÃO DA PEDREIRA".
Este velho "CHAFARIZ DE ANDALUZ" foi mandado construir pelo REI DOM AFONSO IV (1291-1357), com desenho muito simplificado e de planta rectangular, caracteriza-se pela quase ausência de decoração, a não ser pelo seu espaldar que exibe uma lápide com inscrição ladeada pela BARCA, símbolo de LISBOA, encimada pelo ESCUDO PORTUGUÊS.

O CHAFARIZ foi construído em cantaria de calcário lioz e alvenaria, rebocada e pintada de cor, composto por espaldar comprido, assente em embasamento saliente, rematado por fríso e cornija, tendo no lado direito, uma BICA boleada, chapeada a ferro e com torneira; ao centro surge o ESCUDO PORTUGUÊS, as ARMAS DA CIDADE e uma inscrição: "NA ERA DE 1374, O CONCELHO DE LISBOA MANDOU FAZER ESTA FONTE A SERVIÇO DE DEUS E DO NOSSO SENHOR REI DOM AFONSO POR GIL ESTEVES, TESOUREIRO DA DITA CIDADE E AFONSO SOARES ESCRIVÃO, A DEUS GRAÇAS". A toda a largura do espaldar está adossado um tanque baixo  de bordos boleados.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«LARGO DE ANDALUZ [ II ] O LARGO DE ANDALUZ ( 2 )». 

Sem comentários: