sábado, 4 de março de 2017

RUA DA PALMA [ XII ]

«O "CINEMA-REX" NA "RUA DA PALMA"»
 Rua da Palma - (2016) - (A "RUA DA PALMA" no sentido Norte, ao lado esquerdo podemos ver o antigo edifício do ex-CINEMA-REX e ex-TEATRO LAURA ALVES, de momento em reparação da cobertura depois de um incêndio)   in   GOOGLE EARTH
 Rua da Palma - (1960) - Foto de Arnaldo Madureira - (Fachada do "CINEMA-REX" na RUA DA PALMA no número 263)  (ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in    AML 
 Rua da Palma - (1967) - (O "CINEMA-REX"  apresentando o filme "PIRATAS EM BIKINI" com o famoso músico e cantor "ELVIS PRESLEY")   in   RESTOS DE COLECÇÃO
 Rua da Palma - (20.10.1967) - (Anúncio num jornal de LISBOA do filme "O 18.º ESPIÃO", estreava em 1967 no CINEMA-REX, quase na altura do seu encerramento na "RUA DA PALMA") in  CITIZEN GRAVE
 Rua da Palma - (Década de quarenta do século vinte) - (Programa do "CINEMA-REX" com a foto na capa da actriz LUCILLE BALL)  in   RESTOS DE COLECÇÃO
Rua da Palma - (1936) - (PLANTA DO "CINEMA-REX) na "RUA DA PALMA", 263)  in   RESTOS DE COLECÇÃO


(CONTINUAÇÃO) - RUA DA PALMA [ XII ]

«O "CINEMA-REX" NA "RUA DA PALMA"»

O terreno (onde funcionou o CINEMA-REX) fora antes utilizado pelo "PARAÍSO DE LISBOA" fundado em 1907, acabou, depois de ser forçada a sua actividade no ano de 1912. Funcionou neste mesmo local a "FEDERAÇÃO ESPÍRITA PORTUGUESA" fundada em 1925 e ali permaneceu até à década de trinta, entretanto ilegalizada, por Decreto, no regime do ESTADO NOVO.

Refere o "DIÁRIO DE LISBOA", que na próxima segunda-feira dia 23 de Novembro de 1936, será inaugurado mais um cinema em LISBOA  com o nome de "CINE-REX", na RUA DA PALMA, 263 em LISBOA, exactamente no local das anteriores empresas.
A propriedade do edifício continuou a pertencer à FEDERAÇÃO, sendo a exploração atribuída a "EDUARDO FERREIRA" (Técnico de cinema) e "EDUARDO ROSA" (o simpático ROSA do "STANDER CITROËN"), que procederam às obras de adaptação e construíram um belo cinema com capacidade para 541 espectadores.
Possuía balcão e camarotes, tal como um cinema de estreia. Existindo ainda vários salões para permanecer durante os intervalos, bem assim, como um esplêndido "bufete" e um magnifico "salão de chá-dancing".  O serviço de "bufete" era assegurado pela "CONFEITARIA PARIS".
A decoração do REX; sala de espectáculos, bem como dos salões deste cinema foram fornecidos pelos "ARMAZÉNS NASCIMENTO" da cidade do PORTO.
As cadeiras da plateia e balcão eram do tipo americano, largas e confortáveis, embora sem estofos, certamente, por princípios higiénicos da época.
A fachada do REX era iluminada a luz "NEON" e a ventilação da sala de projecção é feita naturalmente. Dispõe de 32 portas e janelas, o que lhe dá o exclusivo da casa de espectáculos de LISBOA, onde no VERÃO se estava com uma temperatura agradável. O serviço de incêndios era dos mais actualizados que existia, além disso, abertas todas as portas o publico encontrava-se rapidamente fora de perigo, não havendo possibilidade de aglomeração. Na época o sócio  "EDUARDO ROSA" explicava que o REX não se poderá chamar um "salão bairrista", porque ele está quase no centro da BAIXA, mas se quiserem denominá-lo assim, podemos dizer, talvez com uma certa propriedade; uma elegante «BOÎTE», e um dos melhores salões bairristas. Não sendo um cinema de estreias, não deixa de apresentar bons filmes. 
Na sua abertura em (1936) foi apresentado um lindo filme musical produção de «ARTISTAS UNIDOS», intitulado «MELODIA DA VIDA», primorosamente interpretado por: "JOSEPHINE HUTCCHINSON" e "G. HUSTON".
Em 1946 num relatório publicado no "ANAIS DO MUNICÍPIO DE LISBOA", referente as sessões que os cinemas ofereciam aos cinéfilos lisboetas, durante o ano, o CINEMA- REX não tinha ultrapassado os 730 espectáculos.
Em 1960 o "CINEMA-REX", será objecto de algumas transformações, sob o risco do Arquitecto "ANTERO FERREIRA" [ Processo de Obra Nº. 45 947, volume II. AML ].
O "REX" estava a pouca distância do cinema "LYS", ocupavam uma zona importante na história das exibições cinematográficas de LISBOA, marcavam o eixo  - RUA DA PALMA com a AVENIDA ALMIRANTE REIS - (era só atravessar a RUA).  O "CINEMA-REX" encerrou em 1967, reabrindo no ano seguinte com o nome de "TEATRO LAURA ALVES".

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA DA PALMA [ XIII ] O TEATRO LAURA ALVES ( 1 )»

Enviar um comentário