sábado, 11 de março de 2017

RUA DA PALMA [ XIV ]

«O TEATRO LAURA ALVES ( 2 ) »
 Rua da Palma (Década de cinquenta) - (Foto de "VASCO MORGADO" o Empresário que renovou o antigo Cinema -REX e abriu o "TEATRO LAURA ALVES" na RUA DA PALMA)  in  RESTOS DE COLECÇÃO

 Rua da Palma - (1987) - (Anúncio da publicação num jornal de LISBOA, onde anuncia "SOCORRO...SOU UMA MULHER DE SUCESSO", com IO APOLLONI, na comédia musical apresentada no TEATRO LAURA ALVES)  in  RESTOS DE COLECÇÃO

 Rua da Palma - (Década de 90 do século XX) - (Outro ângulo do antigo "TEATRO LAURA ALVES", já sem actividade teatral, embora ainda com a indicação de TEATRO)  in  RESTOS DE COLECÇÃO
 Rua da Palma - (anterior a 2012) - ( O antigo edifício do Cinema-REX e Teatro LAURA ALVES, agora uma Residência de nome "NOITE CRISTALINA" e comércio no piso térreo)  in  RESTOS DE COLECÇÃO
 Rua da Palma- (25.05.2012) - (Foto do incêndio no antigo TEATRO LAURA ALVES, que nesta altura servia de residencial "NOITE CRISTALINA", no piso térreo funcionava um supermercado) in RESTOS DE COLECÇÃO
Rua da Palma - ( 2016 ) - (Edifício do antigo REX e do TEATRO LAURA ALVES depois do incêndio de 2012, algumas lojas a funcionar no piso térreo, e obras de recuperação da cobertura e pisos superiores)  in  GOOGLE EARTH 


(CONTINUAÇÃO) - RUA DA PALMA [ XIV ]

«O TEATRO LAURA ALVES ( 2 )»

Em Outubro de 1970 estreou-se no "TEATRO LAURA ALVES" a peça "O PREÇO" de ARTUR MILLER, interpretado por este magnifico elenco: VARELA SILVA, JACINTO RAMOS e CLÓRIA DE MATOS, e o retorno de JOSÉ GAMBOA, há muitos anos afastado da representação.
Em 1971, com a interpretação de CÉU GUERRA no papel de "GHRIS" em "SÓ AS BORBOLETAS SÃO LIVRES" de LEONARD GERSHE. Mais que o espectáculo é de interesse referir o comentário que, no programa, fez JACINTO RAMOS, relativamente ao estado que na altura se encontrava o "TEATRO LAURA ALVES".  "Um pequeno teatro, sem condições técnicas e poucas possibilidades de as vir a ter - perdido num bairro popular e asfixiado entre uma garagem e um armazém de sapatos!"

Entretanto em 1972, o "TEATRO LAURA ALVES" começa a apresentar espectáculos de REVISTA. Em 1972 - "CORTA NA CASACA" de EDUARDO DAMAS com musica de MANUEL PAIÃO. No ano de 1974 - "DENTADINHAS NA MAÇÃ" de EDUARDO DAMAS e JOSÉ VILHENA. com musica de MANUEL PAIÃO. Em 1975 - "GAROTAS NO ESPETO" de SPINA, XAVIER DE MAGALHÃES (filho), RAÚL DUBINI, MÁRIO CLEMENTE e MÁRIO SANTIAGO, com musica de HILÁRIO SANCHES  e TOZÉ BRITO. No ano de 1978 tivemos ainda mais duas revistas uma com o título de - "A MÃO NO AR, E O PÉ ATRÁS" de LUIS MENDES, a outra - "MENINAS VAMOS AO VIRA" de COELHO JÚNIOR, com musica de NÓBREGA E SOUSA e L. MACHADO, interpretada pela MILÚ e ARTUR GARCIA.
Finalmente no início de 1987 é formada uma nova "COMPANHIA DE ACTORES" entre "IVONE SILVA" (já adoentada) e "CAMILO DE OLIVEIRA", dispostos a marcar um lugar no TEATRO ligeiro, tendo resolvido serem igualmente produtores da revista - "CÁ ESTÃO ELES!" apresentado neste "TEATRO LAURA ALVES".
Em Dezembro de 1987 o "TEATRO LAURA ALVES" viria a encerrar definitivamente as suas portas, com a exibição da peça "SOCORRO...SOU UMA MULHER DE SUCESSO", de CARLOS PAULO e IO APOLLONI, uma comédia musical em dois actos, com versão livre dos intervenientes.

 O que restou do inicial edifício da "FEDERAÇÃO ESPÍRITA PORTUGUESA". depois do CINEMA-REX, seguindo-se o "TEATRO LAURA ALVES", foi transformado em armazém de revenda, passando depois a "RESIDENCIAL", com um nome bastante curioso; "NOITE CRISTALINA" de utilização duvidosa, mas em 2012 o edifício sofreu um incêndio que lhe danificou muito a cobertura. 
Dizia o JORNAL PÚBLICO numa reportagem de MARISA SOARES, que no dia 25 de Maio de 2012 um incêndio destruiu o interior do edifício do antigo TEATRO LAURA ALVES, situado no número 253 da RUA DA PALMA, no centro de LISBOA
As chamas deflagraram num quarto do segundo andar do edifício onde agora funciona a residencial "NOITE CRISTALINA", e rapidamente chegaram à cobertura do prédio, que ficou totalmente destruído. Enquanto se investiga as causas do incêndio, há quem lamente o estado degradado do imóvel.(...). No rés-do-chão do prédio existem  além de um SUPERMERCADO NEPALÊS  uma loja de (carregamentos de telemóveis), que foram encerrados após o alerta para o fogo.

Em 2016 temos uma imagem do edifício a ser recuperado, embora a placa da RESIDENCIAL continue a permanecer no lado esquerdo do prédio. No piso térreo tanto à direita como à esquerda do edifício estão ocupados por lojas e no parte central um "STOPSHOP". Que outra actividade poderá  no futuro aparecer neste edifício?

Na eventualidade de se interessar por mais pormenores referentes à vida de "LAURA ALVES", poderá seguir este LINK: RUAS DE LISBOA COM NOMES DE ACTRIZES [ VI ]
Existindo ainda o [ III ]; [ IV ] e [ V ] também relacionado com esta grande actriz.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA DA PALMA [ XV ]- O TEATRO APOLO ( 1 )» 

Sem comentários: