quarta-feira, 14 de março de 2018

RUA ÂNGELA PINTO [ I ]

«A RUA ÂNGELA PINTO E SEU ENQUADRAMENTO»
 Rua Ângela Pinto - (2017)  -  (A Rua Ângela Pinto circundando quase na totalidade o "Mercado de ARROIOS")   in   GOOGLE EARTH
 Rua Ângela Pinto  - (2017)  -  (A "RUA ÂNGELA PINTO" no sentido poente, no lado direito o "MARCADO DE ARROIOS")  in   GOOGLE EARTH 
 Rua Ângela Pinto  -  (2017)  -  A "RUA ÂNGELA PINTO" na freguesia de "ARROIOS")  in  GOOGLE EARTH
 Rua Ângela Pinto -  (1898)  -  (No "PRÍNCIPE REAL DO PORTO", encabeçou o elenco de "ALI... À PRETA", em que a sua imitação de uma cançonetista francesa, levantou a plateia numa estrondosa ovação)  in  HISTÓRIA DO TEATRO DE REVISTA EM PORTUGAL 1
 Rua Ângela Pinto - ( 1904 )  -  (A Actriz "ÂNGELA PINTO" presenteou a sua foto autografada a um seu admirador)   in   FOTOLOG 
Rua Ângela Pinto  -  (1910)  -  (Um dos retratos de "ÂNGELA PINTO" actriz que se estreou como profissional no TEATRO da RUA DOS CONDES, na Opereta "LOBOS MARINHOS")   in   FABULÁSTICAS


- "RUA ÂNGELA PINTO"  [  I  ]

«A RUA ÂNGELA PINTO E SEU ENQUADRAMENTO»

A "RUA ÂNGELA PINTO" pertencia inicialmente à freguesia de "SÃO JORGE DE ARROIOS", hoje com a REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA DE 2012, integrando ainda as freguesias dos "ANJOS" e "PENA", passaram a pertencer à freguesia de «ARROIOS».
Por EDITAL de 12.03.1932 da "COMISSÃO ADMINISTRATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA, veio homenagear esta actriz na circular envolvente do "MERCADO DE ARROIOS" (ver mais aqui...) com a denominação de "RUA ÂNGELA PINTO".
A "RUA ÂNGELA PINTO" começa e acaba na "RUA CARLOS MARDEL"  do número 2 ao número 34.  São lhe convergentes as seguintes artérias: "RUA JOSÉ RICARDO", "RUA LUCINDA SIMÕES" e "RUA ROSA DAMASCENO".

"ÂNGELA PINTO", actriz portuguesa de grande talento, foi uma personagem extraordinária no nosso TEATRO, nasceu e faleceu na cidade de LISBOA  (15.10.1869 - 09.03.1925).
"ÂNGELA PINTO" estreou-se muito nova num "TEATRO AMBULANTE DE SETÚBAL".
Na peça em que figurou pela primeira vez o seu nome no cartaz, foi numa tradução da ZARZUELA «CHICA».  Poucos meses depois apareceria no "TEATRO CHALET" da "RUA DOS CONDES", com outra peça igualmente espanhola " LOBOS MARINHOS", onde conquistou as boas graças do público, nessa época bastante exigente. Foi com esta peça de "LOBOS MARINHOS" que "ÂNGELA PINTO" se profissionalizou decorria o ano de 1889.
Estreia-se no teatro declamado em 1900, no "D. AMÉLIA" (actual SÃO LUÍS). No entanto em finais de 1890 surgiu no palco do "TEATRO D. AFONSO" no PORTO, fazendo delirar o público com as suas actuações nas peças "PORTO" e "SIMÃO, SIMÕES & C.ª". De uma versatilidade impressionante, tornar-se-ia uma das figuras mais notáveis do TEATRO PORTUGUÊS. 
Distinguiu-se em quase todos os géneros teatrais: Opereta, Revista; "VAUDEVILLE", Comédia e Drama. Criou em Portugal algumas das principais heroínas de ; BERNSTEIN, BATAILLE, DAUDET, CAPUS, ROBERTO DE FLERS e outros.

"ÂNGELA PINTO" não teve mestre no começo da sua carreira, no entanto o que fazia ou interpretava era fruto da sua observação fina e acurada de que a mãe natureza a dotara, auxiliada por uma cultura mais vasta, que a maioria das suas colegas, e facilidade de interpretar os sentimentos, as paixões, dos personagens por ela escolhidos.
Foi mercê desses predicados, que mais tarde, na COMPANHIA de ROSAS & BRAZÃO, tendo então a auxiliá-la os conselhos do grande mestre "AUGUSTO ROSAS", que "ÂNGELA PINTO" criou o protagonista da «SEVERA», por forma a tornar-se inesquecível, mormente na descrição da "TOURADA", nas cenas amorosas com o "MARIALVA", no dialogo do "lenço" com a "MARQUESA", no modo porque cantou o fado, afogado em lágrimas e nas grandes cenas da «morte».

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA ÂNGELA PINTO [ II ] -A ACTRIZ ÂNGELA PINTO».
Enviar um comentário