sábado, 23 de junho de 2018

JARDINS DE LISBOA COM NOMES DE PESSOAS [ II ]

«JARDIM AMÁLIA-JARDIM FERNANDA DE CASTRO-JARDIM CONSTANTINO E JARDIM GUERRA JUNQUEIRO OU DA ESTRELA»
 Jardim Amália Rodrigues - (depois de 2001) Foto de Sérgio Pampolha  -  (Placa Toponímica TIPO IV do Jardim Amália Rodrigues, no topo do PARQUE EDUARDO VII)   in      MINUBE
 Jardim Amália Rodrigues - 2018  Foto de Rui  - No Jardim Amália Rodrigues destaca-se a "Maternidade" da autoria do escultor Colombiano "FERNANDO BOTERO" nascido em 1932, escolhido pelos pelos lisboetas)   in   COISAS DA FONTE
 Jardim Fernanda de Castro - (Anos 40 do século XX) - (A própria escritora Maria Fernanda Teles de Castro  e Quadros Ferro, que deu o nome a este Jardim)   in    TOPONÍMIA DE LISBOA 
 Jardim Fernanda de Castro - ( depois de 2000)  -  (Local do Jardim de Fernanda de Castro, na encosta do Restelo, freguesia de Belém)     in  TOPONÍMIA DE LISBOA
 Jardim Constantino - (2011)    -  (Um aspecto do "velho" JARDIM CONSTANTINO" na freguesia de ARROIOS)    in   JORNAL SOL 
 Jardim da Estrela ou Jardim Guerra Junqueiro . ( 2007)  Foto de João Carvalho -  (O mais antigo coreto de Lisboa uma obra de José Luís Monteiro, estava no antigo "PASSEIO PÚBLICO")  (ABRE EM TAMANHO GRANDE)   in   WIKIPÉDIA 
Jardim da Estrela ou Jardim Guerra Junqueiro - (2011) Foto de Filipe Amorim  -   (Uma vista do interior do Jardim da Estrela para a sua entrada principal, ao fundo a Basílica da Estrela)  in  PASSEIOS - CÁ DENTRO - ARQUIVO /APS

(CONTINUAÇÃO) - JARDINS DE LISBOA COM NOMES DE PESSOAS [ II ]

«JARDIM AMÁLIA-JARDIM FERNANDA DE CASTRO.JARDIM CONSTANTINO. JARDIM GUERRA JUNQUEIRO OU JARDIM DA ESTRELA ( 2 )»

Entre as manchas verdes que tem nomes  de pessoas e que, em princípio deverão permanecer assim conhecidos, estarão muito provavelmente, os mais modernos, aqueles que repete-se plantados e não tinham chegado ainda a entrar nos chamamentos populares. Será o caso do "JARDIM AMÁLIA RODRIGUES" que tem o seu Jardim no Alto da "AVENIDA DA LIBERDADE" para além do "PARQUE EDUARDO VII, foi inaugurado a 13 de Julho de 2001.  Não é menosprezar AMÁLIA, pelo contrário, mas acho que merecia mais de uma referência, vários capítulos  mais completos e não agora neste emaranhado de JARDINS.

Ainda o JARDIM DE FERNANDA DE CASTRO, escritora (1900-1994), tem o seu nome ligado a um JARDIM na encosta do RESTELO, (actual freguesia de BELÉM), inaugurado a 4 de Maio de 2000, por Edital de 30.09.1999.
FERNANDA DE CASTRO elevou esta LISBOA de mil cores, na qual viveu quando menina, numa casa com janela virada para o TEJO e, depois no BAIRRO ALTO. Foi outrora poetisa, romancista, peças de teatro e contos. Escreveu sobre os JARDINS DE LISBOA na obra "LISBOA, CIDADE DE MIL CORES". Considerava os JARDINS «como a evasão da cidade como o sonho e a evasão do homem».

Entre os antigos, a grande excepção, isto é, onde o nome da personalidade prevaleceu. è o caso do "JARDIM CONSTANTINO", também conhecido pelo JARDIM DO FLORISTA, como homenagem a um dos maiores floristas de LISBOA, "CONSTANTINO MARQUES DE SAMPAIO E MELO ", conhecido pelo REI  dos floristas portugueses no final do século XIX. Fica entre quatro RUAS; a RUA PASSOS MANUEL, "RUA JOSÉ ESTEVES", RUA PASCOAL DE MELO  E A RUA MINDELO. De traçado quadrangular, elegante, apesar de simples e pequeno . Possui abundante vegetação.

Dos nomes esquecidos são, na sua maioria, porém, os jardins "CLÁSSICOS", tem nomes oficiais que ninguém conhece. Os exemplos não faltam. Dá-se um doce a quem , ao passar no "JARDIM DA ESTRELA", saiba dizer que se encontra no "JARDIM GUERRA JUNQUEIRO ( Ver mais aqui...   ), tanto mais que o poeta de "OS SIMPLES" tem a sua estátua noutro espaço ajardinado na "PRAÇA DE LONDRES", junto da sua AVENIDA, que dá para a "ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES". 
  

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«JARDINS DE LISBOA COM NOMES DE PESSOAS[ III]-JARDIM TEÓFILO DE BRAGA OU JARDIM DA PARADA-JARDIM NUNO ÁLVARES OU JARDIM DE SANTOS ( 3 )»
Enviar um comentário