sábado, 21 de julho de 2018

RUAS ANTIGAS,NOMES NOVOS ( 2.ª SÉRIE ) [ III ]

«RUAS DE LISBOA ALTERADAS NA 1.ª REPÚBLICA E SEU DESÍGNIO»

RUA DOS FANQUEIROS  =  RUA DA PRINCESA
PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE  =  PRAÇA DOM FERNANDO I 
 Ruas Antigas, Nomes Novos - (19--) Foto de Joshua Benoliel  -  Na "RUA DOS FANQUEIROS" ou "RUA DA PRINCESA", existiu a "DROGARIA DIAS", do número 38 a 40)  In    AML 
 Ruas Antigas, Nomes Novos - (1963) Foto de Armando Serôdio  -  ( A "RUA DOS FANQUEIROS" nos anos sessenta do século passado, Antiga "RUA DA PRINCESA"    in    AML 
 Ruas Antigas, Nomes Novos - (194-)  Foto de Eduardo Portugal  -  ( O "CONVENTO CORPUS CRISTI", no piso térreo uma loja do antigo "ABEL PEREIRA DA FONSECA" na, "RUA DOS FANQUEIROS", antiga RUA DA PRINCESA)       in     AML 
 Ruas Antigas, Nomes Novos - (1955) Foto de Horácio Novais -  (Edifício na "RUA DOS FANQUEIROS"  cujo r/c esteve instalada a loja de ferragens de "JOSÉ ANASTÁCIO VERDE", pai de "CESÁRIO VERDE")   in  AML 
 Ruas Antigas, Nomes Novos -  (1901) - Foto de Paulo Guedes - Monumento a "AFONSO DE ALBUQUERQUE", - antiga PRAÇA DOM FERNANDO I - actual "PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE, obra do escultor "COSTA MOTA (Tio) e inaugurada em 1901 )  (ABRE EM TAMANHO GRANDEin   AML 


 Ruas Antigas, Nomes Novos - ( 1910-12 ) Foto de Joshuá Benoliel  -  (Paralelamente à "PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE", - antiga "PRAÇA DOM FERNANDO I -  passa uma carruagem do Embaixador da Argentina, que se dirige ao PALÁCIO DE BELÉM, para a cerimónia de reconhecimento da REPÚBLICA PORTUGUESA)  (ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in  AML


Ruas Antigas, Nomes Novos - (1911) - Foto de Eduardo Portugal  - ( A "PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE", antiga "PRAÇA DE DOM FERNANDO I", no lado ocidental)  in    AML 


(CONTINUAÇÃO) - RUAS ANTIGAS, NOMES NOVOS  [ III ]

RUA DOS FANQUEIROS  RUA DA PRINCESA
PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE = PRAÇA DOM FERNANDO I

«RUA DOS FANQUEIROS», por deliberação Camarária de 06.10.1910 e pelo EDITAL de 05.11.1910, vieram substituir o topónimo da então designada por "RUA DA PRINCESA"
Estes fenómenos não só ocorrem nos anos de 1910 como 1911 e até 1925, embora seja mais significativa as mudanças no ano de 1910.
A "RUA DOS FANQUEIROS" (Ver mais aqui...). Começa na RUA DE ALFANDEGA, no número 148 e finaliza na "PRAÇA DA FIGUEIRA", 14. O primitivo nome da RUA DOS FANQUEIROS foi "RUA NOVA DA PRINCESA", denominação que lhe foi determinada pelo DECRETO  no ano de 1760, no qual também se estabelecia que nela deviam ficar arrumados os mercadores de lançaria ou de "fancaria" e os "quinquilheiros" que lá tivessem lugar.   Por confusão com a "RUA BELA DA RAINHA" (RUA DA PRATA), também foi chamada de "RUA BELA DA PRINCESA" ( 1 ). Em 1785 já o (vulgo) a chamava de "RUA NOVA DOS FANQUEIROS" ( 2 ), o nome que hoje tem oficialmente, mas sem o adjectivo. 
Esta RUA é a mais «Pombalina» das "serventias" talhadas pelo Arq.º EUGÉNIO DOS SANTOS; sem que precise chamar a atenção ela apresenta nos átrios das escadas, com os seus dois arcos de volta perfeita no interior, algumas com subreportas "registadas" de azulejos, também se nos dermos ao trabalho de espreitar, podemos ver num ou noutro átrio da escada a boca, "entaipada" ou disfarçada, dos poços que serviam os prédios no tempo em que não existia a "COMPANHIA DAS ÁGUAS", e a prova de que bons serviços prestaram, está em que as guardas de pedra, nalguns têm o sinal do desgaste das cordas.

A «PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE » para atribuir à artéria até aí designada por «PRAÇA DOM FERNANDO I» A "PRAÇA AFONSO DE ALBUQUERQUE" pertencia à freguesia de "SANTA MARIA DE BELÉM", hoje pertence à freguesia de "BELÉM", encontra-se entre as RUAS: DA JUNQUEIRA, DE BELÉM, VIEIRA PORTUENSE, CALÇADA DA AJUDA e AVENIDA DA ÍNDIA.
O culto dos heróis, ou melhor, a celebração de figuras heróicas,  a glorificação de figuras  históricas, mártires de guerra, da monarquia e da religião, caracterizou o período da 1.ª REPÚBLICA. Uma das maneiras de o fazer consistiu na atribuição de (substituindo os antigos) topónimos.  "AFONSO DE ALBUQUERQUE" GOVERNADOR DA ÍNDIA, marinheiro e soldado, estratega e estadista, diplomata e político, foi considerado um dos grandes vultos da "HISTÓRIA ULTRAMARINA PORTUGUESA". Conquistador de várias cidades no ORIENTE - ORMUZ - GOA e MALACA-, desenvolveu uma intensa actividade administrativa e diplomática para manter e consolidar a soberania portuguesa por estas paragens.
O seu nome foi atribuído à antiga "PRAÇA DOM FERNANDO I", «DOM FERNANDO I» nono REI de PORTUGAL e último da primeira DINASTIA cognominado de «O FORMOSO» e o «INCONSTANTE». Nasceu em COIMBRA no dia 31 de Outubro de 1343, governou PORTUGAL como REI de (1367-1383), tendo sido assassinado em 22 de Outubro de 1383.
Tinha casado em 1371 com "DONA LEONOR TELES"(1347-1386).


COMO CURIOSIDADE

A "RUA DOS FANQUEIROS" ainda no século XX se prolongava até à entrada de "RUA DA PALMA e TRAVESSA BARROS QUEIROZ. Era ladeado pelo lado esquerdo pelo "MERCADO DA FIGUEIRA" (demolido em 1949). Todo o largo e ruas adjacentes ficaram  incorporadas na "PRAÇA DA FIGUEIRA". A "RUA DA BETESGA" foi encurtada, tal como a "RUA DO AMPARO", o espaço que a RUA DOS FANQUEIROS deixou de lhe pertencer entre sensivelmente a RUA DO AMPARO ou seja a parte Norte da Praça da Figueira, até à RUA DA PALMA. passou a ter o Topónimo de RUA DOM DUARTE
O MERCADO DA FIGUEIRA era no época um dos quadros de animação dos Alfacinhas e que constituía o fulcro das FESTAS DOS SANTOS POPULARES DE LISBOA-SANTO ANTÓNIO - SÃO JOÃO e SÃO PEDRO. 

- ( 1 ) -Liv. XV de Bap.,fl., 43 - CONCEIÇÃO NOVA
- ( 2 ) -Idem  fl., 353-v.


(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUAS ANTIGAS,NOME NOVOS (2.ª SÉRIE)[ IV ]-RUAS DE LISBOA ALTERADAS NA 1.ª REPÚBLICA ( 3 )».
Enviar um comentário