sábado, 29 de dezembro de 2007

APRESENTAÇÃO

APRESENTAÇÃO
As Ruas de Lisboa, como de outras cidades, vilas, aldeias ou lugares, são as artérias, as veias capilares que estruturam a circulação do espaço por onde transitam as pessoas, os veículos, e no passado os animais. O domínio público é retalhado. Ele fractura o espaço habitacional e permite que o "sangue" flua nos vasos comunicantes que formam o corpo.
O presente trabalho compreende algumas das Ruas, Becos, Calçadas, Largos, Praças e Travessas da cidade de Lisboa que possuem alguma história.
É resultado de pesquisa, de interpretação e de articulação de elementos recolhidos e da visita «in loco», que fizemos aos espaços mencionados.
A sua publicação vai ao encontro dos interesses pela toponímia da cidade de Lisboa. O texto responde aos propósitos da divulgação da história da nossa cidade, uma história que passa, indubitavelmente, palas suas Ruas.
Reflecte um processo contínuo de afirmação das suas gentes e exalta os valores que a tornaram maior no contexto geral da sua ancestralidade.
Estamos convictos de que este trabalho contribuirá para o enriquecimento cultural dos habitantes e de que oferecerá também, os elementos e os estímulos suficientes para se alcançar uma obra complementar para a toponímia de Lisboa.
São também lembrados alguns textos que remontam a anos anteriores, registando portanto uma observação feita ao longo de anos. No entanto no que se refere aos dados históricos, estes não sofreram alteração.

5 comentários:

Devaneante disse...

Querido Calico,
Esta é uma ideia brilhante e espetacular.
O livro está para breve, que também eu já pedi ajuda aos anjos.
Desejo-te o maior sucesso. É bem merecido!
Muitos beijinhos

mar disse...

Boa Tiozão!
Isso é que é coragem! quem não caça com cão, caça com gato! Os sonhos realizam-se, às vezes os caminhos para os atingir é que são outros e tu encontráste o teu!
um grande abraço!
Mar

Carmen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carmen disse...

Conheci o blog porque precisava de uma fotografia da Escola Voz do Operário. E... descobri... encontrei aqui um blog espectacular... mesmo, mesmo espectacular!
Fiquei feliz por ter encontrado o que precisava, mas ainda mais feliz por encontrar pessoas apaixonadas por Lisboa e por estarem atentas à beleza desta grande cidade.
A maioria de nós anda numa azáfama diária que nem repara nas ruas, nos monumentos, nas casas... enfim...


No final da minha primeira visita (entre muitas, avizinha-se), questionei-me também sobre a distracção das editoras portuguesas. Investem tanto em literatura cor-de-rosa (seria feio da minha parte citar quaisquer nomes) e não num possível livro que seria útil aos cidadãos: aos estrangeiros que nos visitam e ficam a saber um pouco da nossa história, aos apaixonados pela fotografia e por Lisboa, aos mais distraídos que compram livros e só os lêem nas férias e, claro, às nossas crianças, porque um livro com fotografias atrai os pequenos leitores e também eles podem e devem ser educados a ser mais atentos ao mundo que os rodeia.

Em suma, parabéns pelo blog!

Carmen Correia

Anónimo disse...

Rua Antonio Ramalho Eanes