domingo, 26 de julho de 2009

PRAÇA D. PEDRO IV (ROSSIO) [XIII]

Praça D. Pedro IV (ROSSIO), 72-73 - (2009) (Chapelaria de Azevedo Rua no ROSSIO) - Foto gentilmente cedida por Rafael Santos do BLOG «DIÁRIO DO TRIPULANTE»
Praça D. Pedro IV (ROSSIO) - (2009)- (Café Nicola no Rossio) Foto gentilmente cedida por Rafael Santos do Blog «DIÁRIO DO TRIPULANTE»

Praça D. Pedro IV (ROSSIO) - (2000) - Fotógrafo não identificado (Estátua do BOCAGE no Café Nicola) in CENTRO DE ESTUDOS BOCAGEANOS


Praça D. Pedro IV (ROSSIO) - (1960) Fotógrafo não identificado (Brasileira do Rossio quando encerrou no ano de 1960) in AFML
(CONTINUAÇÃO)
«PRAÇA D. PEDRO IV (ROSSIO) [XIII]
«ALGUNS ESTABELECIMENTOS DO ROSSIO (2)»
A «FARMÁCIA AZEVEDOS» situada nos números 31 a 33, era local de Tertúlia de «NICOLAU TULENTINO», facto, que, para uma listagem de pergaminhos literários do ROSSIO, pode acrescentar-se às tradições do «NICOLA», do «BOTEQUIM DO PARRAS» e de «TABACARIA MÓNACO», à presença de livreiros.
Nos números 42 e 43 existiu a «CASA TRAVASSOS» com venda de lotarias desde 1929. A seguir, nos números 45 a 50 existe uma agência de viagens bastante grande a «MARCUS & HARTING,Lda.» que já existia na década de 20 do século passado.
Se o «NICOLA», adaptado a condicionalismos novos, sobrevive como café, se, nos números 64 e 65, o «CAFÉ GELO», transformado em «SNACK-BAR», hoje aparece renovado de aspecto mais bonito, outros não resistiram à evolução dos hábitos a às premencias da economia e foram desaparecendo: os cafés «O CHAVE DE OURO», «A BRASILEIRA» o «PORTUGAL», que funcionaram respectivamente, nos números 34 a 38, 51 a 53 e 56 a 58.
A «FARMÁCIA ESTÁCIO» está nos números 60 a 63, recuando à origem das farmácias a «AZEVEDOS» é do século XVIII e a «ESTÁCIO» de 1882.
Aqui, nos quarteirões orientais, era vasto o rol de chapelarias, retrosarias, lojas de fazendas e rouparia. Aqui estava a «CHAPELARIA COSTA», a «CHAPELARIA DA GERTRUDES», a «RETROSARIA VIZELLA» e a «RETROSARIA BOTÕES DE OURO» cuja sua fundação é de 1860, estava instalada no número 86 do «ROSSIO» hoje no mesmo lugar está a «TOPLESS» desde o ano de 1990. Como curiosidade, no armazém desta loja podemos observar um dos arcos do antigo «HOSPITAL REAL DE TODOS-OS-SANTOS». Neste lado do «ROSSIO» ficava também a «CASA GRANDELLA» de FRANCISCO DE ALMEIDA GRANDELLA, que a abriu poucos anos antes de se lançar no «CHIADO» com os seus «GRANDES ARMAZÉNS GRANDELLA». Em 1880, nesse espaço, instalava-se a «LOJA DO POVO», hoje profusamente remodelada. Em 1886, um outro chapeleiro abria uma casa neste lado do «ROSSIO» nos números 72 e 73, «MANUEL d'AQUINO AZEVEDO RUA» começava então o seu negócio com uma pequena loja de venda de chapéus, para pouco tempo depois o alargar com mais outra loja um pouco mais à frente. A manter a tradição dos chapeleiros do «ROSSIO», a loja de «AZEVEDO RUA» ainda lá se encontra, explorada agora pelos seus herdeiros.
(CONTINUA) - (PRÓXIMO) - «PRAÇA D. PEDRO IV (ROSSIO) [XIV)-ALGUNS ESTABELECIMENTOS DO ROSSIO (3)»

2 comentários:

Luisa Moreira disse...

Tenho 60 anos , por isso lembro-me de alguns destes estabelecimentos com alguma nostalgia! Na Chapelaria Azevedo Rua, era onde a minha mãe mandava fazer os chapéus para mim e minha irmã.Mas há estabelecimentos que se ainda existissem, davam outra vida e outra harmonia esta Praça tão bonita!

Um abraço

Luisa

APS disse...

Também me recordo com saudade dos cafés do ROSSIO do meu tempo, onde eu ia jogar às «DAMAS» e ao «XADREZ».
Hoje os tempos são outros!

Um abraço
APS