sábado, 5 de setembro de 2009

RUA DOS CORREEIROS [ I ]

Rua dos Correeiros - (2008) - Foto gentilmente cedido pelo Blog Ruas dos Dias que Voam - (O último correeiro - ainda aberto neste ano - na Rua dos Correeiros) in RUAS DOS DIAS QUE VOAM
Rua dos Correeiros - (1963) - Foto de Armando Serôdio (Um troço da Rua dos Correiros) in AFML

Rua dos Correeiros - (Início do século XX) Foto de Joshua Benoliel ( uma vista da Rua dos Correiros) in AFML
«RUA DOS CORREEIROS [ I ]
A «RUA DOS CORREEIROS» pertence à freguesia de «SÃO NICOLAU». Começa na «RUA DA CONCEIÇÃO» no número 81 e termina (actualmente) na «PRAÇA DA FIGUEIRA» no número 18.
«Foi um topónimo oficializado pela portaria pombalina de 5 de Novembro de 1760 que atribuiu denominações às ruas da Baixa lisboeta, entre a Praça do Comércio e a Praça do Rossio, na sequência da reconstrução da zona após o terramoto de 1755 e que é o primeiro diploma que tratou exclusivamente de matéria toponímica.
A nomenclatura toponímica atribuída corresponde também à fixação de artes e ofícios pelos arruamentos(...)
Sobre a «RUA DOS CORREEIROS) define o diploma o seguinte: "Nesta rua e a que fica entre a «RUA BELA DA RAINHA» (actual Rua da Prata) e a «RUA AUGUSTA», e nela terão arruamento os ofícios de «CORREEIROS», de «SELEIROS» e de «TORNEIROS»"(...).
Anteriormente, por edital Municipal de 06/11/1920, foi deliberado que, a face da «PRAÇA DA FIGUEIRA» situada no lado Ocidental, vulgarmente chamada «RUA DAS GALINHEIRAS» (que tinha os números 1 a 27), conjuntamente com a «RUA NOVA DE SÃO DOMINGOS» em toda a sua extensão, fossem integradas na «RUA DOS CORREEIROS». Mais tarde, pelo edital de 28/08/1950, o troço entre a «RUA DO AMPARO» e o «LARGO DE SÃO DOMINGOS» passou a denominar-se «RUA D. ANTÃO DE ALMADA»(1)
A «RUA DOS CORREEIROS» também chamada de «TRAVESSA DA PALHA», «CORREARIA NOVA» e «NOVA DOS CORREEIROS», embora esta designação oral se fosse perdendo no tempo.
Diz-nos ainda NORBERTO DE ARAÚJO nas suas "PEREGRINAÇÕES EM LISBOA", livro XII, página 42; "Neste troço da «Rua de Santa Justa», entre as Ruas dos Correeiros (vulgo Travessa da Palha) e a Rua da Prata (...) e ainda a «RUA DA PALHA» que ia desembocar na «RUA DA BETESGA» velha. Assim como a «RUA DOS CORREEIROS», foi destinada aos ofícios dos seleiros (...).
(CONTINUA) - (PRÓXIMO) - «RUA DOS CORREEIROS [ II ]

11 comentários:

César Ramos disse...

Caro APS,

Desculpe este contacto ad hoc!

No blog LHM deixei 'recado' para si
no post "Gato da Tv. da Trindade - Lisboa", em nome da amizade p'los animais.

Um abração, do
César

APS disse...

Caro César Ramos

Já me justifiquei, deixando umas palavras no ser «ALFOBRE». Que, a partir de hoje, passa a fazer parte dos meus blogues favoritos.

Um abraço
APS

Bic Laranja disse...

Ah! A Travessa da Palha.
Cumpts.

APS disse...

Caro Bic Laranja

Não era intenção minha descrever a «TRAVESSA DA PALHA». Isso já o meu amigo o fez - e muito bem - em 01/11/2008, mas o mestre NORBERTO DE ARAÚJO diz que chamavam à «RUA DOS CORREEIROS» «TRAVESSA DA PALHA», achei por bem mencioná-la.

Só hoje li os comentários desse dia. Achei curioso (eu também assim pensava) que o fado «FOI NA TRAVESSA DA PALHA» era uma criação de LUCINDA DO CARMO.
Passámos a saber que não só o título foi modificado «CENA FADISTA» como também cantado pela primeira vez, na voz de «MARIA ALICE».
Um abraço
APS

Patti disse...

Que coincidência, ainda há poucas semanas tive de ir à casa dos arreios comprar material para a minha filha levar para a equitação.

APS disse...

Cara Patti

Pois é, nesta casa da RUA DOS CORREIROS já não poderá fazer as suas compras de arreios. Mas vai sempre existindo um "resistente" a manter a tradição do ofício.
Acho mesmo que esta profissão poderá durar muitos mais anos, atendendo que as "velhas tradições equestres", têm sempre jovens que as abraçam, pois vão necessitar desses materiais.

Um abraço
APS

Anónimo disse...

já agora acrescento mais uma informação, o topónimo "Rua dos Correeiros" foi uma reciclagem da antiga "Rua da Correaria" pré-pombalina, rua que, antes do terramoto de 1755, ia de S. Maria Madalena até S. Nicolau e delimitava a Judiaria.

Manuel Silva

APS disse...

Caro Manuel Silva

Registo com agrado o seu interesse manifestado pela "nossa" Lisboa, e em particular a participação neste blogue.

Efectivamente a «RUA DA CORREARIA» antecede a «TRAVESSA DOS LATOEIROS» e quase se ligava à «RUA DOS OURIVES DA PRATA».
Tal como esta última o topónimo foi usado em função das profissões da época.

Os meus agradecimentos
Cumpts,
APS

APS disse...

Caro Manuel Silva

Registo com agrado o seu interesse manifestado pela "nossa" Lisboa, e em particular a participação neste blogue.

Efectivamente a «RUA DA CORREARIA» antecede a «TRAVESSA DOS LATOEIROS» e quase se ligava à «RUA DOS OURIVES DA PRATA».
Tal como esta última o topónimo foi usado em função das profissões da época.

Os meus agradecimentos
Cumpts,
APS

Joana disse...

Que belíssimo blog! Obrigada, é tão bom poder encontrar tão facilmente material e belas imagens para trabalho e pesquisa.
Vivam os bloggers que prestam um serviço tão útil à circulação de boa e fiável informação! :)

APS disse...

Cara Joana

Bem-vinda a este blogue.
Fico muito agradecido pelas suas generosas palavras ao blogue.

Volte sempre!
Cumpts,
APS