sábado, 28 de julho de 2018

RUAS DE LISBOA COM NOMES DE REIS E INFANTES DE PORTUGAL [ I ]

«ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES»
 Alameda Dom Afonso Henriques  -  (2013) Foto de APS  -  (Desenho adaptado da "ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES" e sua RUAS circundantes , já publicada neste Blogue  (Ver mais aqui...) 2013 em Alameda Dom Afonso Henriques ) (ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in ARQUIVO/APS
 Alameda Dom Afonso Henriques - (2012) - Foto de autor não identificado  -  ( A "ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES", O "IST" com as sua duas torres mais recentes) (ABRE EM TAMANHO GRANDE)   in  GUIA DA CIDADE
 Alameda Dom Afonso Henriques - (1966) Foto de Fernando Serôdio  - (Panorâmica da Alameda D. Afonso Henriques, vista para o lado da Fonte Luminosa )  (ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in  AML 
 Alameda Dom Afonso Henriques - ( ant. a 1952) Foto de autor não identificado ( À esquerda da foto - depois da Av. Almirante Reis - o terreno onde foi construído o cinema Império, virada para para a ALAMEDA)   in   RESTOS DE COLECÇÃO 
 Alameda Dom Afonso Henriques - (1948) - Foto de Fernando Martins Pozal  ( A "FONTE MONUMENTAL" construída no lado nascente da ALAMEDA, inaugurada em 28 de Maio de 1948)  in    AML 
Alameda Dom Afonso Henriques - (c. de 1934) - Foto de Pinheiro Correia  -  (Fotografia Aérea do Instituto Superior Técnico, ainda em construção)  ( ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in   AML

(INICIO) RUAS DE LISBOA COM NOMES DE REIS E INFANTES DE PORTUGAL [ I ]

«ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES»

A "ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES" pertencia a quatro freguesias; ALTO DO PINA, SÃO JOÃO. SÃO JOÃO DE DEUS e SÃO JORGE DE ARROIOS. Com a REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA DE 2012, passou a pertencer a três freguesias; AREEIRO, ARROIOS e PENHA DE FRANÇA.
Esta "ALAMEDA" fica entre a "AVENIDA MANUEL DA MAIA ( antiga ESTRADA DAS AMOREIRAS) e a "FONTE LUMINOSA" (RUA BARÃO SABROSA). É atravessada pela "AVENIDA ALMIRANTA REIS" (antiga AVENIDA DONA AMÉLIA), e são-lhe convergentes DEZ "RUAS" ao Norte e ao Sul da ALAMEDA.
Foi atribuído por  deliberação Camarária de 23.03.1932 e pelo EDITAL de 31.03.1932 o Topónimo de "ALAMEDA DOM AFONSO HENRIQUES" (Ver mais aqui...)   1.º Rei de Portugal, que o ESTADO NOVO quis perpetuar numa área aproximadamente de cinco hectares, tendo como obras mais destacadas ao seu redor o "INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO- IST". a "FONTE LUMINOSA", "INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA-INE", "CINEMA IMPÉRIO" e o prolongamento da "AVENIDA ALMIRANTE REIS" até ao "AREEIRO"
O "ENGENHEIRO DUARTE PACHECO" (que ocupava vários cargos na época) salientando; como "MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS; o de PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA" e outros. E-lhe atribuída a responsabilidade arquitectónica daquele espaço que a todo o custo  o novo GOVERNO queria mostrar grandiosidade. Pouco a pouco o processo foi-se desenvolvendo embora lento, o seu início nos anos 30 e sedimentação concreta a partir dos anos 40.  Neste "grande-projecto" incluía a construção da FONTE LUMINOSA, que teve início em 1940. Porém a obra  sofreu alguns atrasos e só se verificou a sua inauguração a 28 de Maio de 1948, celebrando  A "REVOLUÇÃO NACIONAL" e a abertura da " I EXPOSIÇÃO DAS OBRAS PÚBLICAS".

"DOM AFONSO HENRIQUES"(1109?-1185), primeiro REI DE PORTUGAL. Filho do CONDE DOM HENRIQUE e da INFANTA DONA TERESA, nasceu provavelmente em COIMBRA , em finais de 1108 ou princípio de 1109. Foi entregue por sua mãe aos cuidados de "SOEIRO MENDES" e de sua mulher, que o criaram em "GUIMARÃES", onde viveu até que em 1132, assumiu o governo do CONDADO. Arma-se cavaleiro por suas próprias mãos na CATEDRAL DE ZAMORA, como era costume real. Um ano após a morte de sua tia DONA URRACA em 1127, AFONSO VII herdeiro de "LEÃO E CASTELA", invade PORTUGAL e cerca GUIMARÃES onde se encontrava o INFANTE. Em 1128 no CAMPO DE SÃO MAMEDE, "DOM AFONSO HENRIQUES" vence as tropas de sua mãe e de FERNANDO PERES DE TRAVA que eram aliados do REI DE LEÃO E CASTELA.
Retomando a política religiosa que seu pai iniciara, DOM AFONSO HENRIQUES procura colaborar com a SANTA SÉ dando-lhe garantias de fidelidade. Volta então a sua atenção para a fronteira galega, e consegue anexar o território junto ao RIO LIMA.
Voltando para SUL, funda, em 1135, o CASTELO DE LEIRIA, passo importante para o prosseguimento da RECONQUISTA. Entretanto recomeçou a luta a NORTE com AFONSO VII, que já se intitulava IMPERADOR DE ESPANHA.  A paz com este monarca é só firmada em TUI no ano de 1137. A actividade crescente dos ALMORÁVIDAS, que tanto preocupava ambos, não pode deixar de facilitar o acordo em que, naturalmente, se filia a acção simultânea de "DOM AFONSO VII" em "OREJA" e "DOM AFONSO HENRIQUES" em OURIQUE em (1140). Na primeira oportunidade vem para SUL e conquista SANTARÉM e LISBOA, alcançando a fronteira SUL da TERRA PORTUCALENSE, tal como seu avô a doara a DONA TERESA. Em 1146 casa com MAFALDA ou MATILDE, filha do CONDE DE MOURIANA E SABÓIA. Nas últimas conquistas é ajudado por uma expedição de CRUZADOS que passavam pelo nosso litoral  originários das terras de seu sogro.
A ACÇÃO MILITAR do nosso REI suspendeu-se então, pois se limitou a ocupar ao SUL do TEJO, ALMADA e PALMELA que se entregaram sem luta. DOM AFONSO HENRIQUES morre em 1185, estando sepultado na IGREJA DE SANTA CRUZ de COIMBRA.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUAS DE LISBOA COM NOMES DE REIS E INFANTES DE PORTUGAL [ II ] - AVENIDA DOM AFONSO III». 
Enviar um comentário