sexta-feira, 20 de março de 2009

CALÇADA DA CRUZ DA PEDRA [III]

Calçada da Cruz da Pedra - (c. 1940) Foto de Eduardo Portugal (Palácio do 9º Conde da Feira em primeiro plano, mais ao fundo o Palácio do Visconde de Manique) in Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa
Calçada da Cruz da Pedra - (1967) Foto de Vasco Gouveia de Figueiredo (Palácio D.Miguel Pereira Forjaz e Escola com entrada pela Calçada das Lajes, 2 e 4) in Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa

Calçada da Cruz da Pedra - (1968) Foto de Armando Madureira (Ao fundo a entrada para o Convento de Santos-o-Novo, casas de habitação e muro dos jardins do Palácio de D. Miguel Pereira Forjaz) in Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa

(CONTINUAÇÃO)
CALÇADA DA CRUZ DA PEDRA
«PALÁCIO DE D. MIGUEL PEREIRA FORJAZ»
Nesta Calçada da Cruz da Pedra para poente da Calçada das Lajes, encontramos no número 58 um Palacete que no século XVII pertenceu a D. Álvaro Pereira de Forjaz Coutinho.
No segundo quartel do século XVIII era propriedade de seu filho D. Miguel Pereira Forjaz, 9º Conde da Feira, sendo herdado mais tarde por um seu sobrinho o Visconde de Vila Nova do Souto de El-Rei, D. António José de Almada (1).
Diz-nos o mestre Luís Pastor de Macedo que em 1812 está ali instalado o «COLÉGIO DE NOSSA SENHORA DA LUZ» (2), cujo reitor, em Outubro do mesmo ano, convidou o público a assistir aos exames que lá se iam fazer «No dia 9 do corrente, no Colégio de Nossa Senhora da Luz à Cruz da Pedra, no Palácio do Excelentíssimo Senhor D. Miguel Pereira Forjaz, pelas duas horas e meia da tarde se hão-de fazer exames públicos para que se anuncia ao respeitável público, para todo o que quiser honrar aquele acto com a sua atenciosa presença, se dirigir ao mencionado lugar, ficando por isto o reitor do mencionado Colégio sumamente agradecido a todos os senhores que assim o fizerem»(3).
A 20 de Abril de 1816 voltava a «GAZETA DE LISBOA» a anunciar, que «nas casas que é proprietário o senhor D. Miguel Pereira Forjaz, junto ao Convento das Freiras de Santos, antes de chegar ao Arco da Cruz da Pedra», se vendiam no dia 22 daquele mês «boas camas, cadeiras, mesas, um órgão e um piano forte», etc..
D. Miguel Pereira Forjaz, foi-lhe atribuído o titulo de Conde da Feira por Decreto de 13 de Maio de 1820, foi membro do Concelho da Regência e Encarregado das pastas dos Negócios Estrangeiros e Guerra (quando El-Rei D. João VI foi para o Brasil), proprietário do Palácio da Cruz da Pedra até à data de seu falecimento, ocorrido a 6 de Novembro de 1827. Era este Conde irmão da senhora Viscondessa de Vila-Nova do Souto d'el-Rei, D. Maria Joana do Monte Forjaz da Câmara e Meneses, mãe do último Visconde do Souto, D. António José Almada Melo Velho Lencastre de Carvalho da Fonseca Castro e Camões, a quem o Palacete veio a pertencer.
No ano de 1872 é comprado por via judicial por José Joaquim de Oliveira e sua mulher, que passado um ano o venderam à Condessa da Foz, D. Mariana Palha de Faria e Lacerda, viúva, senhora da família Palha (na Rua de Santa Apolónia), que no ano de 1884 o vendeu a D. Gonçalo Pereira da Silva de Sousa e Meneses, 3º Conde de Bertiandos, casado com D. Ana da Bragança de Sousa e Ligne Portugal e Castro Álvares Pereira de Melo, da Casa de Lafões. O Palacete em 1939 continuava na posse desta família.
(1) - Livro XI de casamentos, fl. 247 - Santa Engrácia - Na nota Nº 1 do 1º Volume de A Ribeira de Lisboa, pág. 252 e seg. damos notícia dos Pereiras Forjaz, que segundo os assentos paroquiais, nasceram e faleceram nas Casas da Cruz da Pedra.
(2) - Gazeta de Lisboa, de 9 de Janeiro de 1812
(3) - Gazeta de Lisboa, de 15 de Outubro de 1812
(CONTINUA) - (PRÓXIMO) «CALÇADA DA CRUZ DA PEDRA [IV] - PALÁCIO DO MANIQUE (1)»

Sem comentários: