segunda-feira, 9 de março de 2009

RUAS - RELACIONADAS COM O BRASIL NA TOPONÍMIA DE LISBOA [V]

Rua Padre António Vieira - (195-?) Foto de Arnaldo Madureira (Rua Padre António Vieira) in AFML.
Rua Padre António Vieira - (195_?) - Foto de Arnaldo Madureira ( Rua Artilharia 1, esquina com a Rua Padre António Vieira) in Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa.
(CONTINUAÇÃO)
«RUAS (5)»
RUA PADRE ANTÓNIO VIEIRA (1909) - (Missionário, Pregador, Diplomata e Escritor)
Pertence à freguesia de «SÃO SEBASTIÃO DA PEDREIRA», começa na Rua Castilho no número 209 e finda na Rua Artilharia 1 no número 102.
Tinha como antiga designação a Rua «D» entre a Rua José da Silva Carvalho e a Rua Castilho.
Por deliberação Camarária de 21.10.1909 este topónimo que homenageia o «PADRE ANTÓNIO VIEIRA» (Lisboa/1608-1697) que se distinguiu como missionário, pregador, diplomata, político e escritor.
Aos sete anos partiu com a família para a Baía (BRASIL), onde o pai foi secretário da Governação. Estudou no Colégio Jesuíta da Baía e ingressou na Companhia de Jesus, recebendo ordens em 1635 e iniciando nessa altura o seu trabalho como pregador. Em 1941 regressa a Lisboa com o governador, para apresentar ao Rei D. João IV a adesão à causa da Restauração. O Rei encarregou-o de várias missões diplomáticas na Holanda e em Roma, mas não sendo bem sucedido neste cargo, regressou novamente ao Brasil e dedicou-se à missionação junto dos índios. Após a morte de D. João IV, a Inquisição acusou-o de professar opiniões heréticas (1662-1667), mas acabou absolvido com a subida ao trono de D. Pedro II. Depois de novo e intenso período de trabalho como diplomata em Roma e como pregador, regressa definitivamente à Baía, onde morre com quase 90 anos de idade. Além dos «SERMÕES» (conjunto de 13 tomos publicados entre 1679 e 1699), escreveu «ESPERANÇA DE PORTUGAL» e «HISTÓRIA DO FUTURO»(1).
Ao terminarmos esta enumeração de Avenidas, Praças e Ruas lisboetas relacionadas com o Brasil, queremos deixar bem explicito que não existiu em nós nenhum sectarismo. Ficaram, com toda a certeza, muitas artérias por descrever, mas temos de terminar (por agora) este capítulo e continuar a aspirar e acreditar que Lisboa nos traga para a a sua Toponímia, mais motivos de ligação com o BRASIL.
(1) - Divisão de Alvarás, Escrivania e Toponímia da CML.

(PRÓXIMO) - «CALÇADA DA CRUZ DA PEDRA»

6 comentários:

popelina disse...

Querido APS,
Não estou mesmo a ver onde fica esta rua, pode ajudar-me?
Beijinho.

APS disse...

Cara Popelina

É com muito gosto que a ajudo na identificação desta Calçada.
Concerteza que já ouviu falar no Convento de Santos-o-Novo. Esta Calçada fica numa das suas entradas. Quando em 1852 foi criada a Estrada da Circunvalação, ela tinha inicio na Cruz da Pedra, subia a Avenida Afonso III, passava o Alto de São João e por ai fora.
Outra localização será a Igreja da Madre de Deus, O Museu do Azulejo(Rua da Madre de Deus) e ainda uma das entradas da Casa Pia. O Baluarte de Santa Apolónia cuja localização lhe fica perto e que está sensilvelmente ligado.
O início da Calçada das Lajes na parte Sul.
Espero que chegue este leque de Dicas, mas se não chegar, eu logo na primeira publicação, coloco um mapa de identificação. OK?
Bjs
APS

APS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Popelina disse...

Querido APS,

Muitissimo obrigada por esta explicação detalhada. Agora tenho mesmo que ir ver. Fiquei com uma ideia, agora vou procurar.
É verdade que não é uma zona da cidade que conheça muito bem, já sabe a minha é esta aqui mais perto de outros Santos.
E já agora não quer adivinhar o "onde é" de hoje? ganha um bombom, se conseguir.
Um beijinho.

marcia faria disse...

Fiquei surpresa em saber,que há ruas em Lisboa com nomes de figuras da sociedade brasileira.O seu site é muito interessante, e adoro ver as fotos dessa Lisboa antiga que eu tanto amo.

APS disse...

Cara Marcia Faria

É verdade! Lisboa sempre se lembra de vez em quando, de colocar um nome de gente ilustre do Brasil. Presentemente não tanto. E por essas bandas, existirá também referências aos portugueses?
Achei deveras interessante o título do seu blogue «IDOSO-A MELHOR IDADE».
Muito obrigado pela visita.
Bem haja!
E volte sempre!!!
APS