quarta-feira, 8 de setembro de 2010

AVENIDA DA LIBERDADE [ I ]

Avenida da Liberdade (1879) (Plano da Avenida da Liberdade elaborado por FREDERICO RESSANO GARCIA) in OS PLANOS DA AVENIDA DA LIBERDADE E SEU PROLONGAMENTO
Avenida da Liberdade - (1905) Litografia de João Christino (Avenida da Liberdade cruzamento com a Rua Alexandre Herculano, podemos ver nos talhões as primitivas estátuas) (Suplemento ao Nº 488 do "Mala da Europa") in BIBLIOTECA NACIONAL DIGITAL

Avenida da Liberdade - (1883) (Estado das obras na Avenida da Liberdade) (Desenho do natural por "J. Christino", gravura reproduzida in "O OCIDENTE" (235) de 1 de Julho de 1883) in LISBOA DE FREDERICO RESSANO GARCIA


Avenida da Liberdade - (Gravura de Francisco Valença 1882-1958) Foto de Eduardo Portugal (Caricatura do PASSEIO PÚBLICO) in AFML



AVENIDA DA LIBERDADE [ I ]
.
«A AVENIDA DA LIBERDADE ( 1 ) e PASSEIO PÚBLICO ( 1 )»
A «AVENIDA DA LIBERDADE» pertence a duas freguesias: «SÃO JOSÉ» e «CORAÇÃO DE JESUS».
À freguesia de «SÃO JOSÉ» pertencem os números 1 a 153 na parte ímpar. No lado par dos números 2 a 188.
À freguesia de «CORAÇÃO DE JESUS» os restantes números pares e ímpares.
Começa na «PRAÇA DOS RESTAURADORES» e acaba na «PRAÇA DO MARQUÊS DE POMBAL».
Tem na sua convergência as seguintes artérias: 3 PRAÇAS; 9 RUAS; 2 TRAVESSAS; 1 LARGO e Uma CALÇADA.
Ao percorrermos esta AVENIDA de SUL para NORTE, encontramos no seu lado direito a «RUA DOS CONDES»; «LARGO DA ANUNCIADA»; «RUA DAS PRETAS»; «RUA MANUEL DE JESUS COELHO»; «RUA BARATA SALGUEIRO»(Transversal) e «RUA ALEXANDRE HERCULANO»(Transversal).
No lado esquerdo igualmente de SUL para NORTE encontramos a «CALÇADA DA GLÓRIA»; «TRAVESSA DA GLÓRIA»; «RUA DA CONCEIÇÃO DA GLÓRIA»; «PRAÇA DA ALEGRIA»; «RUA DO SALITRE»; «TRAVESSA DA HORTA DA CERA»; «RUA JOSÉ CÉSAR MACHADO(antiga Travessa do Moreira)»; «RUA BARATA SALGUEIRO»(Transversal); «RUA ROSA ARAÚJO»; «RUA ALEXANDRE HERCULANO» (Transversal) e finaliza na «PRAÇA DO MARQUÊS DE POMBAL».
A «AVENIDA DA LIBERDADE» foi construída nos finais do século XIX sobre o antigo «PASSEIO PÚBLICO».
A sua extensão viria a ser bem maior que a daquele, indo ao encontro de um novo parque, no topo, cuja construção tinha em vista compensar o desaparecimento do «PASSEIO PÚBLICO».
Designado inicialmente «PARQUE DA LIBERDADE» mais tarde daria lugar ao «PARQUE EDUARDO VII».
Na parte SUL da AVENIDA foi construída a «PRAÇA DOS RESTAURADORES», consagrada à «LIBERDADE» de PORTUGAL face a ESPANHA, reconquistada e "restaurada" em 1640.
Por analogia a nova «AVENIDA» receberia também, o nome de «LIBERDADE».
.
«PASSEIO PÚBLICO» (1)
Anterior ao Terramoto de 1755, tudo aquilo eram hortas. Sonhara no entanto, o «MARQUÊS DE POMBAL» e seus colaboradores, fazerem daquelas hortas de «VALVERDE» um sítio aprazível e ponto de atracção para os lisboetas.
Assim, o «PASSEIO PÚBLICO» começou a ser projectado entre 1764 e 1771, por altura do plano de reedificação da «BAIXA», constituindo a primeira expressão no país, do desejo de um parque público numa altura em que, justamente, começava a ser um equipamento frequentemente integrado na reconstrução das cidades europeias influenciadas pelos ideais das "LUZES".
Estes terrenos onde então se situavam, entre outras, as «HORTAS DA MANCEBIA» e «HORTA DA CERA» e em terrenos pertencentes ao «CONDE» depois «MARQUÊS» de «CASTELO MELHOR», vulgarmente conhecido por sítio de «VALVERDE», foram por isso expropriados, para aí ser construído e plantado o «PASSEIO DO ROSSIO», logo designado de «PASSEIO PÚBLICO», sendo o risco do arquitecto «REINALDO MANUEL».
.
(CONTINUA) - (PRÓXIMO) «AVENIDA DA LIBERDADE [ II ] - O PASSEIO PÚBLICO ( 2 )»

3 comentários:

Patti disse...

Nestes posts sobre a nossa mais maravilhosa avenida, ainda vou estar mais atenta que nos anteriores.

Que beleza!

APS disse...

Cara Patti

Este nosso "BOULEVARD" é, sem dúvida nenhuma, uma beleza!

Cumprimentos
APS

APS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.