sábado, 22 de outubro de 2016

LARGO TRINDADE COELHO [ XIII ]

«O MUSEU DE SÃO ROQUE ( 1 )»
 Largo Trindade Coelho - (2014) - Fachada do "MUSEU DE SÃO ROQUE" antiga "CASA DAS LOTARIAS", pertença da "SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA" no "LARGO TRINDADE COELHO". E, mais antigo ainda, o local onde se instalou em Portugal a "COMPANHIA DE JESUS" e os "JESUÍTAS" no século XVI)  in  GOOGLE EARTH
 Largo Trindade Coelho - ( 2014 ) - (Panorâmica da "FREGUESIA DA MISERICÓRDIA" onde se insere o "LARGO TRINDADE COELHO". No lado esquerdo podemos ver a cobertura "estaleiro" das obras no Palácio Brito Freire, na frente a IGREJA DE SÃO ROQUE e o MUSEU DE SÃO ROQUE ligado à Igreja )  in    GOOGLE EARTH
 Largo Trindade Coelho - ( 2011) - Foto de Glória Ishizaca - ("MUSEU DE SÃO ROQUE" no Largo Trindade Coelho, aspecto do corredor. Ao fundo à direita, esculturas de S. FRANCISCO XAVIER e SANTO INÁCIO DE LAYOLA, fundador da "Companhia de Jesus")   in    CLIC
Largo Trindade Coelho - (depois de 2008) - Aspecto do "MUSEU DE SÃO ROQUE", uma das Salas de exposição depois da restauração e classificação, entre 2006 e 2008)  in  MUSEU DE SÃO ROQUE


(CONTINUAÇÃO)-LARGO TRINDADE COELHO [ XIII ]

«O MUSEU DE SÃO ROQUE ( 1 )»

Com a expulsão dos "JESUÍTAS" de PORTUGAL em 1753, e a boa vontade do "REI DOM JOSÉ I", em 1768 são transferidos para a SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA, todos os bens que tinham pertencido à  "COMPANHIA DE JESUS" em LISBOA.

O "MUSEU DE SÃO ROQUE" está aqui instalado desde 1898 e acrescido de novas salas em 1927 - complemento da IGREJA e, como esta, administrada pela "SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA" - é um produto de ostentação JOANINA, um repositório de arte.
Este MUSEU de arte SACRA, é quase na sua totalidade, constituído por milhares de espécies que pertenciam à "CAPELA DE SÃO JOÃO BAPTISTA".
Escolheram-se algumas salas da antiga "CASA PROFESSA DA COMPANHIA DE JESUS", anexas à IGREJA. Espaço onde, desde 1783, se procedia à extracção da «LOTARIA NACIONAL».
Seguindo os critérios da museografia da época, pretendeu-se uma ampla apresentação dos objectos, em sumptuosos expositores inspirados no mobiliário SEISCENTISTA, mas com critérios de exposição pouco definidos, mais vocacionados para a fruição estética dos objectos.

Assim seria o aspecto do "MUSEU DE SÃO ROQUE" na sua abertura em 1905, posteriormente melhorado com sucessivas reformas até à década de 1960. Nesta ocasião, a Conservadora deu início a um processo de remodelação e valorização das suas colecções, do qual resultaria a reabertura ao público em 1968, demonstrando a adopção de interessantíssimas soluções museográficas.

O "MUSEU DE SÃO ROQUE" que inclui a própria IGREJA e uma galeria de exposição temporária, possuí um magnífico acervo de obras de arte, datáveis do século XVI ao XVIII.
Provém em grande número da antiga "CASA PROFESSA DE S. ROQUE", da qual a MISERICÓRDIA DE LISBOA tomou posse em 1768, da antiga "SEDE DA MISERICÓRDIA DE LISBOA", na CONCEIÇÃO VELHA, do "CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA", assim como de várias aquisições e doações que ao longo dos séculos têm enriquecido o património da "SANTA CASA".
Apesar de abranger um leque cronológico bastante mais amplo, o complexo de "SÃO ROQUE" afirma-se como um dos mais importantes núcleos da arte portuguesa do século XVII, permitindo aos visitantes e estudiosos acompanhar de forma ímpar a evolução das formas artísticas nas mais diversas manifestações: da pintura à ourivesaria, da talha aos embrechados de mármore.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«LARGO TRINDADE COELHO[ XIV ]-O MUSEU DE SÃO ROQUE ( 2 )».  

Enviar um comentário