quarta-feira, 3 de maio de 2017

RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS (4.ª SÉRIE) [ V ]

«RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" ( 1 )»
 Rua Cândido de Oliveira - ( 2016 )  -  (A entrada da "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" ao fundo por detrás do arvoredo alto está o Cemitério dos Olivais)  in GOOGLE EARTH
 Rua Cândido de Oliveira - ( 2016 )  -  (Panorâmica dos OLIVAIS SUL onde podemos encontrar a "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA")   in   GOOGLE EARTH
 Rua Cândido de Oliveira - ( 2016)  -  (Parte mais a Norte da "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA"   in  GOOGLE EARTH
 Rua Cândido de Oliveira - (2016)  -  (Um troço da "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" na freguesia dos "OLIVAIS")   in   GOOGLE EARTH
 Rua Cândido de Oliveira - (2016)  -  (A "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" inserida no BAIRRO DOS OLIVAIS-SUL)   in   GOOGLE EARTH
 Rua Cândido de Oliveira - (2016)  -  (A "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" num troço bonito do BAIRRO)  in   GOOGLE EARTH
 Rua Cândido de Oliveira - (Anos 50 do século XX) - (CÂNDIDO DE OLIVEIRA" homem do Desporto, foi jogador de futebol, treinador, Seleccionador e Director de um Jornal Desportivo "A BOLA")  in  CANAL SPORTING
Rua Cândido de Oliveira - (1950)  -  (O Jornal Desportivo "A BOLA" onde "CÂNDIDO DE OLIVEIRA" foi seu Director e Jornalista)   in   ANOTANDO FUTBOL


(CONTINUAÇÃO)-RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS (4.ª SÉRIE) [ V ]

«RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA ( 1 )»

A "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" pertencia à antiga freguesia de "SANTA MARIA DOS OLIVAIS", hoje pela REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA DE 2012, passou a chamar-se freguesia dos « OLIVAIS ».   Começa na "RUA ACÚRCIO PEREIRA" e finda na mesma artéria.
Pelo EDITAL nº 12/79 de 29 de Janeiro de 1979, indicava que à antiga "RUA-G" da CÉLULA "F" dos OLIVAIS-SUL fosse dado o topónimo de "RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA" - JORNALISTA (1896-1958). Também na ACTA nº. 127 de 22 de Janeiro de 1979 da COMISSÃO CONSULTIVA MUNICIPAL DE TOPONÍMIA dá parecer favorável à atribuição no arruamento ainda sem nomenclatura própria.

«CÂNDIDO FERNANDES PLÁCIDO DE OLIVEIRA» nasceu em FRONTEIRA a 24 de Janeiro de 1896 e faleceu em ESTOCOLMO em 23 de Junho de 1958.

Os Jornalistas chamados de "DESPORTIVOS" ao longo do tempo foram considerados pelas autoridades como uma espécie de "PÁRIAS" ( 1 ) do jornalismo.
Exigia-se-lhes, como a todos os oficiais deste ofício, um culto pela verdade e pelo rigor; sabia-se que as suas reportagens, os seus artigos, as suas entrevistas eram procurados e estimados pelo público leitor, não se ignorava que as tiragens dos jornais que faziam não eram inferiores às dos grandes órgãos de dimensão nacional... Mas nada convencia os poderes de então de que os redactores dos jornais desportivos eram profissionais como os outros.  Assim, o termo "JORNALISTA" era utilizado apenas para uso do próprio e dos companheiros de função; acrescentava-se sempre, porém, a palavra "DESPORTIVO", qualidade que, para fins oficiais, destruía a primeira.
Nem o SINDICATO nem a SEGURANÇA SOCIAL (Previdência, se chamava ao tempo) lhes reconhecia o labor.
Como a Imprensa especificamente desportiva, não tinha a dimensão que tem hoje, quase todos os seus feitores tinham de recorrer ao duplo emprego. Seriam assim sindicalizados como empregados de escritório, como trabalhadores do comércio ou por exercerem qualquer outra profissão. Nenhum tivesse, contudo, a veleidade de se intitular JORNALISTA por ir fazer a cobertura de uns jogos aos Domingos ou dar notícias dos bastidores de um clube a meio da semana. 
O "truque" usado por alguns, que eram apenas profissionais da palavra escrita, era o de convencer algum patrão compreensivo a inscrevê-lo por um determinado jornal "reconhecido" como tal...  embora ele trabalhasse noutro.

Entre a gente de jornais cujos nomes figuram nos letreiros da cidade ou - dito de forma mais elegante -  fazem parte da toponímia lisboeta, encontra-se já um bom número de Jornalistas que fazem do desporto o seu tema predilecto. E que muito ajudaram o público em geral a conhecer e apreciar o "fenómeno" futebolístico.

Não seria herético cognominar «CÂNDIDO DE OLIVEIRA» como o "SENHOR FUTEBOL". Afinal, ele foi jogador, capitão de duas das maiores equipas do seu tempo, internacional, fundador de um clube, treinador, seleccionador, criador e responsável de jornais dedicados principalmente ao futebol, impulsionador da imprensa desportiva em geral... "CÂNDIDO DE OLIVEIRA" era "ganso"  -  alcunha carinhosa que é dada aos alunos da CASA PIA.

- ( 1 ) - PÁRIAS - A casta ínfima entre os HINDUS e desprezada por todas as outras castas; (fig.) - homem desprezado ou repelido da sociedade.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS 4.ª SÉRIE [ VI ]RUA CÂNDIDO DE OLIVEIRA ( 2 )».

Enviar um comentário