quarta-feira, 17 de outubro de 2018

RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS(5.ª SÉRIE) [ IV ]

«RUA ALEXANDRE HERCULANO ( 1 )»
 Rua Alexandre Herculano - (2016)  Foto de Sérgio Dias  -  ("RUA ALEXANDRE HERCULANO" com dois edifícios galardoados com o prémio VALMOR, nos anos de 1903 e 1911. Obras do Arquitecto "VENTURA TERRA")   in  TOPONÍMIA DE LISBOA 
 Rua Alexandre Herculano  (1810-1877)  -  (Placa em homenagem a ALEXANDRE HERCULANO colocada na porta da casa onde esteve instalada a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM, na "RUA NOVA DO CALHARIZ" na AJUDA)  in   AML 
 Rua Alexandre Herculano - (c. 1903)  -  ( Casa de "VENTURA TERRA" prémio VALMOR de 1903) (ABRE EM TAMANHO GRANDE)    in    AML
Rua Alexandre Herculano - (1940) - Foto de Eduardo Portugal  - ( A "RUA ALEXANDRE HERCULANO" e a construção envolvente na década de quarenta do século passado) (ABRE EM TAMANHO GRANDE)  in   AML 

(CONTINUAÇÃO) - RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS (5.ª SÉRIE) [ IV ]

«RUA ALEXANDRE HERCULANO ( 1 ) »

A "RUA ALEXANDRE HERCULANO" pertencia à freguesia do "CORAÇÃO DE JESUS" e "SÃO MAMEDE", pela REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA  DE 2012, passou a pertencer à freguesia de "SANTO ANTÓNIO", começa na "RUA DE SANTA MARTA",49-C e finaliza no "LARGO DO RATO".
Como tinha sido "PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM" - entre 1854 e 1855 - teve o seu nome atribuído pela primeira vez em LISBOA, cerca de quatro meses após a sua morte, por "EDITAL DO GOVERNO CIVIL DE LISBOA de 18 de Janeiro de 1878. Embora nove anos depois, o EDITAL MUNICIPAL de 10 de Janeiro de 1888, alterou o topónimo para "RUA FRADESSO DA SILVEIRA", e ainda se mantém na freguesia de "ALCÂNTARA".
Evitando existirem duas RUAS com o mesmo nome em LISBOA, já que mais ou menos seis anos antes a deliberação de 6 de Maio de 1882, atribuíra o topónimo da "RUA ALEXANDRE HERCULANO"  à artéria perpendicular à AVENIDA DA LIBERDADE", dirigida para o "LARGO DO RATO". Na "RUA ALEXANDRE HERCULANO" podemos encontrar atribuídos com o prémio VALMOR (1911) o Nº. 25, a obra de "VENTURA TERRA", ao Nº. 57 que será do próprio arquitecto. como "ARTE NOVA" galardoada com o PRÉMIO VALMOR"(1903).
"ALEXANDRE HERCULANO DE CARVALHO ARAÚJO", nasceu em LISBOA a 28 de Março de 1810 e faleceu em VALE DE LOBOS, a 13 de Setembro de 1877, era filho de um modesto funcionário administrativo, descendente de comerciantes e pedreiros (depois mestre-de-Obras). Foi, sobretudo escritor historiador e jornalista. Preparou-se no Colégio dos "ORATORIANOS" ( 1 )   para matricular-se na UNIVERSIDADE, mas a morte do pai obrigou-o a desviar-se para um curso mais utilitário e rápido com vista a um emprego no funcionalismo público: a "AULA DE COMÉRCIO" e o "CURSO DE DIPLOMACIA".
A sua formação cultural realizou em época incerta que sucede às INVASÕES.  
Tinha 10 anos quando se deu a REVOLUÇÃO de 1820. As fronteiras estavam então abertas às influências exteriores, e HERCULANO pôde na adolescência iniciar-se em escritos como "SCHILER", "KLOPSTOCK", "CHATEAUBRIAND".
Perante as tendências literárias precocemente manifestadas, entra em contacto com CASTILHO, (dez anos mais velho), como representantes da geração "BOCAGE", abrem-lhe entrada nos salões da "MARQUESA DE ALORNA", figura no movimento pré-romantismo  em PORTUGAL.
ALEXANDRE HERCULANO considerado o introdutor do ROMANTISMO EM PORTUGAL  como ALMEIDA GARRETT foi um renovador do estudo da HISTÓRIA DE PORTUGAL, mas também um político que terminou a sua vida como agricultor e  afamado produtor de azeite «HERCULANO», negócio que acabou por vender à firma "JERÓNIMO  MARTINS".
Neste seu percurso de vida andou também "HERCULANO" pelos jornalismo. A nota mais conhecida, nesta faceta é a direcção  e redactor principal  que assumiu durante sete anos, da revista "PANORAMA". Era esta uma publicação destinada a temas de LITERATURA e HISTÓRIA, pertencente à "SOCIEDADE PROMOTORA DOS CONHECIMENTOS ÚTEIS".

- ( 1 ) - Hoje "CONFEDERAÇÃO DO ORATÓRIO" (Conf.Oratoni Santti Philipp)

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS(5.ª SÉRIE) [ V ] -RUA ALEXANDRE HERCULANO ( 2 )»
Enviar um comentário