sábado, 9 de abril de 2016

RUAS DE LISBOA COM NOMES DE ACTRIZES [ I ]

«RUA ACTRIZ MARIA MATOS ( 1 )»
 Rua Actriz Maria Matos - ( 2015 ) - (Panorama do "BAIRRO CHARQUINHO" onde se insere a "RUA ACTRIZ MARIA MATOS"  in  GOOGLE EARTH
 Rua Actriz Maria Matos - (2015) - (Imagem da "RUA ACTRIZ MARIA MATOS" no sentido Norte, entrada pela "Rua da Quinta do Charquinho")  in  GOOGLE EARTH
 Rua Actriz Maria Matos - ( 2015 ) - ( A "RUA ACTRIZ MARIA MATOS" vista de Norte para Sul)  in   GOOGLE EARTH
 Rua Actriz Maria Matos - (1947) - ("MARIA MATOS" e "ANTÓNIO SILVA" no filme "COSTA DO CASTELO! do realizador ARTUR DUARTE)  in  HISTÓRIAS DO CINEMA
Rua Actriz Maria Matos - (1925) - Desenho de Amarelhe - (Caricatura de MARIA MATOS e seu marido o actor Mendonça de Carvalho)  in   ARQUIVO DIGITAL 


(INÍCIO) - RUAS DE LISBOA COM NOMES DE ACTRIZES [ I ]

«RUA ACTRIZ MARIA MATOS ( 1 )

A «RUA ACTRIZ MARIA MATOS» pertence à freguesia de «BENFICA». Começa na "RUA QUINTA DO CHARQUINHO" e finaliza na "ESTRADA DO POÇO DO CHÃO".
Foi-lhe atribuída uma artéria denominada " RUA - F " ao "BAIRRO QUINTA DO CHARQUINHO",  após catorze anos do seu falecimento.
"MARIA MATOS" é consagrada na Toponímia de BENFICA, pelo EDITAL de 10 de Novembro de 1966, na sequência de uma sugestão publicada no Jornal " O SÉCULO" de 31 de Outubro de 1962.

"MARIA DA CONCEIÇÃO DE MATOS FERREIRA DA SILVA" nasceu em LISBOA, a 29 de Setembro de 1890, tendo falecido igualmente em LISBOA a 18.09.1952. Teve uma carreira notável enquanto actriz, professora e escritora dramática.
Cedo se viu na necessidade de trabalhar; seu pai ficara inválido e o dinheiro não abundava na família. A família e os amigos insistiam para que seguisse uma certa e "decente" carreira de professora, mas "MARIA DA CONCEIÇÃO" contrapunha-lhes o seu desejo de seguir uma carreira artística, se bem que não soubesse exactamente qual a área a que se dedicaria.
Acabou por vencer as oposições e foi estudar PIANO, CANTO e ARTE DRAMÁTICA no "REAL CONSERVATÓRIO DE LISBOA".  Muito esforçada na sua aprendizagem, obteve notáveis e excelentes notas nas disciplinas de MESTRES exigentes como "D. JOÃO DA CÂMARA" e "AUGUSTO DE MELO".
No ano de 1907, concluía o curso, fazendo exame final com a peça "ROSAS DE TODO O ANO" escrita especialmente para ela, por "JÚLIO DANTAS", concluindo assim o seu curso de TEATRO com o 1.º Prémio de ARTE DE REPRESENTAR.
Como profissional, estreou-se no " TEATRO NACIONAL D. MARIA II", na peça  "JUDAS"(1907), num poema dramático de AUGUSTO LACERDA e no ano seguinte tornou-se «SECRETÁRIA» daquele palco com EDUARDO BRAZÃO, FERREIRA DA SILVA e ADELINA ABRANCHES.
Em 1912, mudou-se para a Companhia de "LUCINDA SIMÕES", no "TEATRO GINÁSIO" e entra na comédia.
Casou-se em 1913 (aos 23 anos) com o actor "MENDONÇA DE CARVALHO" com quem fundou a "EMPRESA TEATRAL MARIA MATOS - MENDONÇA DE CARVALHO",  Companhia que obteve considerável prestígio e que se instalou no "TEATRO GINÁSIO".

Desse casamento resultou uma filha "MARIA HELENA MATOS", que também viria a abraçar a vida de TEATRO. Uma actriz dos palcos portugueses, com uma vida inteira dedicada ao TEATRO, nomeadamente à encenação, a filha de "MARIA MATOS" viria a falecer em 19 de Setembro de 2002, com 91 anos de idade.

A "COMPANHIA DE MARIA MATOS-MENDONÇA DE CARVALHO" durante as temporadas em que se mantiveram no "TEATRO GINÁSIO" obtiveram sucessos e gozavam de bastante popularidade, interpretando centenas de peças, especialmente do género farsa, e assim se tornou ídolo das plateias.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUAS DE LISBOA COM NOMES DE ACTRIZES[ II ]-A RUA ACTRIZ MARIA MATOS (2)»

Enviar um comentário