quarta-feira, 26 de abril de 2017

RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS (4.ª SÉRIE) [ III ]

«RUA CARVALHÃO DUARTE ( 1 )»
 Rua Carvalhão Duarte - (2016)  -  (A "RUA CARVALHÃO DUARTE" na freguesia de ALVALADE, no sentido para Norte)  in   GOOGLE EARTH
 Rua Carvalhão Duarte - ( 2016)  - (Panorâmica da localização da "RUA CARVALHÃO DUARTE", na antiga freguesia do "CAMPO GRANDE" hoje freguesia de "ALVALADE")  in  GOOGLE EARTH
 Rua Carvalhão Duarte - (2016) -  (A "RUA CARVALHÃO DUARTE" na parte Sul)  in  GOOGLE EARTH
 Rua Carvalhão Duarte - (2016)  - (A "RUA CARVALHÃO DUARTE" na parte Sul junto da 2ª. Circular, no lado esquerdo)   in  GOOGLE EARTH
 Rua Carvalhão Duarte - (3 de Janeiro de 1949)  - (Primeira página do Jornal "REPÚBLICA" num artigo dirigido à Nação pelo candidato da Oposição à Presidência da República Portuguesa, General NORTON DE MATOS)  (Abre em tamanho grande)  in  EPHEMERA - AQUIVO DE JOSÉ PACHECO PEREIRA 
Rua Carvalhão Duarte - (Finais da década de 60 do século XX)  -  (O jornalista "JAIME CARVALHÃO DUARTE" quando conduzia os destinos do jornal "REPÚBLICA")  in  FUNDAÇÃO MÁRIO SOARES

(CONTINUAÇÃO) - RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS (4.ª SÉRIE) [ III ]

«RUA CARVALHÃO DUARTE ( 1 )»

A "RUA CARVALHÃO DUARTE" pertencia à freguesia do "CAMPO GRANDE", pela REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA DE 2012, passou a chamar-se freguesia de «ALVALADE».
Começa na "RUA JOSÉ ESCADA" e finaliza na "RUA PROFESSOR PINTO PEIXOTO", são convergentes pelo lado direito a "RUA PROFESSOR MANUEL CAVALEIRO FERREIRA" e pelo lado esquerdo a "RUA HERMANO NEVES".
No livro de ACTAS - 1974 a 1989 da COMISSÃO MUNICIPAL DE TOPONÍMIA DE LISBOA na Acta nº. 2/81 consta que na reunião de 16.09.1981 nos Paços do Concelho se refere a um ofício da ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE LISBOA insistindo para que a uma rua de LISBOA seja dado o nome de «JAIME CARVALHÃO DUARTE». A COMISSÃO deu o seu parecer, que a "RUA-23" de TELHEIRAS-SUL passe a denominar-se "RUA CARVALHÃO DUARTE" - JORNALISTA - (1897-1972).

Nesta ronda dedicada às "RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS" que andamos a publicar há anos, entrámos na 4.ª SÉRIE para incluir alguma gente que passou pelos jornais lisboetas e não só, sem mesmo ter adquirido o estatuto ou a carteira profissional de Jornalista, mas verdade seja dita, não deixaram em qualquer altura de se mostrarem bons JORNALISTAS, REPÓRTERES, ILUSTRADORES e até bons HUMORISTAS, trabalhando para a IMPRENSA. Alguns mesmo dedicaram aos jornais uma parte ou tudo das suas vidas e viram consagrados os respectivos nomes nas «RUAS DE LISBOA», temos deparado com frequência com aqueles que entraram no jornalismo pela via da política.  Ou seja: a "Deusa" dos seus encantos era esta última, mas para chegarem aos seus intentos, nada melhor do que disporem de um meio de comunicação onde pudessem expor ideias e doutrinar os seus leitores. Com outros menos frequentes, ter-se-há dado o inverso: começaram por escrever e, a páginas tantas, entenderam que lhes bastava ser relatores de paixões alheias.
É evidente que os caminhos para chegar aos jornais não ficam por aqui. Há quem escreva somente por vocação e quem entenda que a sua missão na vida é comunicar;  pela palavra falada ou escrita, pelo jornal, pelo livro ou pelo audio-visual.
As más línguas (que sempre as houve) dizem noutros tempos que a maior parte dos jornalistas eram escritores fracassados. E há ainda quem se faça jornalista porque entende que essa é a melhor maneira de pôr em prática uma pedagogia a que se propôs.
Foi exactamente uma missão pedagógica a que trouxe este professor e jornalista para a imprensa.

"JAIME CARVALHÃO DUARTE" nasceu em TINALHAS (CASTELO BRANCO) no dia 9 de Junho de 1897 e faleceu em LISBOA a 21 de Agosto de 1972. Tudo na sua vida apontou para o ensino e foi dele que partiu para os jornais.
Tirou o CURSO DO MAGISTÉRIO e assumiu a nobre missão que então se chamara de professor da Instrução Primária. Já em LISBOA, leccionou na antiga "TUTORIA CENTRAL DA INFÂNCIA".  Acabaria, porém, por ver a sua actividade interrompida por razões políticas: ele e o regime do ESTADO NOVO não gostavam nada um do outro. 

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUAS COM NOMES DE JORNALISTAS(4.ª SÉRIE) [ IV ] -RUA CARVALHÃO DUARTE ( 2 )». 

Sem comentários: